22 de maio de 2024

Jundiaí /SP

Pesquisar

Solenidade da Natividade de São João Batista

São João Batista é o único santo de quem celebramos a natividade e o martírio.
A natividade do santo é comemorada no dia 24 de junho.

 

A Diocese de Jundiaí tem duas paróquias dedicadas ao Santo, uma em Jundiaí e outra em Itu, e outras 10 comunidades paroquiais, em oito cidades diocesanas.

Confira as festividades nas Paróquias:

Paróquia São João Batista, Jundiaí.
Endereço: Rua Prof. Joaquim Ladeira, 47 – Vila Joana, Jundiaí.

Sábado, 24/06: Dia do Padroeiro.
7h – Santa Missa.
Das 9h às 11h – Confissões.
18h – Acolhida das comunidades irmãs com os andores e bandeiras de seus padroeiros, Santa Missa solene e procissão, acompanhada pela Banda São João Batista.
Neste dia não haverá Santa Missa nas comunidades!

Domingo, 25/06 – XII do Tempo Comum
7h – Santa Missa (com piedoso gesto de lavagem da imagem do Padroeiro).
18h (seguida pelo “Evangeliza Show”, com os jovens).

Santa Missas nas Comunidades e acolhida da imagem do Padroeiro:
Nambi – 7h
Pacaembu – 8h30
Aparecida – 10h

 

Festejos na Praça da Igreja Matriz:

Dias 22, 23 e 24: barracas de milho cozido, bolo de milho, curau, espetinho, quentão, vinho quente e doces.
Domingo, dia 25: pastel de São João.

 

 

Paróquia São João Batista, Itu
Endereço: Rua Dino Bordini, s/n., Parque das Indústrias, Itu.

Sábado, 24/06.
18h – Santa Missa com o Bispo Diocesano, Dom Arnaldo Carvalheiro Neto.

Domingo, 25/06.
9h – Missa Solene seguida de carreata.
Preside a celebração o pároco, Pe. Diego Marques Araújo.
18h – Missa Solene.

Quermesse

Dia 24 e 25 com shows.

 

São João Batista

Filho de Isabel, prima de Maria, a mãe de Jesus, São João Batista era primo de Jesus Cristo. Nos textos sagrados, nós vemos várias vezes Jesus encontrando seu primo. São João Batista batizou Jesus (cf. Mt 3,13-17). Além disso, há três pilares da vida do santo que são muito importantes. Ele era um homem bastante austero, por isso vivia muito da penitência e nos desertos, ele também vivia intensamente a simplicidade. Nas Sagradas Escrituras há a confirmação desse fato, (cf. Mt 3, 1-4).

São João Batista era um homem que pregava a conversão. Apesar de ter batizado Jesus, inicialmente, ele questionou, pois sabia que Cristo não tinha pecado. “Então Jesus veio da Galileia ao Jordão para ser batizado por João. João, porém, tentou impedi-lo, dizendo: ‘Eu preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim? ’” (Mt 3,13-14). O padre Marcos Paulo Vilela, administrador Paroquial da Paróquia São João Batista, explica que o batismo de Jesus não é o mesmo que recebemos. “Aquele batismo da regeneração não é o mesmo batismo que temos hoje. Hoje temos um batismo da mudança de vida, da conversão, do acolhimento dos filhos de Deus”.

São João Batista também foi grande pregador, por isso ele é conhecido como precursor. O padre Marcos Paulo explicou essa característica do santo. “Ele estava à frente para anunciar o seu mestre, que era Jesus.  Nós temos a missão de olhar para São João Batista e entender que nós precisamos viver essa autenticidade, essa força da fé na simplicidade e na penitência”.

Rolar para cima
Rolar para cima