25 de julho de 2024

Jundiaí /SP

Pesquisar

Seja um dizimista!

 

“Então Jesus lhe perguntou: ‘Não foram dez os curados? E os outros nove, onde estão? Não se achou senão este estrangeiro para voltar e dar glória a Deus?’” (Lc 17,17-18).

A gratidão a Deus não está separada da nossa fé. Ser grato a Deus através do Dízimo é um gesto de bondade e gratuidade que reflete no nosso cotidiano. O Dízimo é a materialização da nossa gratidão e fé. A bondade de Deus é ilimitada e o nosso Dízimo é nossa gratidão limitada. O salmista nos mostra agradecimento: “Que louvem o Senhor por sua bondade e por suas maravilhas em favor dos homens. Pois saciou quem tinha sede e cumulou de bens os que tinham fome” (Sl 107, 8-9); “Ofereçam-lhe um sacrifício de louvor, e proclamem suas obras com alegria” (Sl 107, 22).

O Documento de Aparecida, sugere nossa gratidão a partir da humildade: “Devemos dar a partir da nossa pobreza e a partir da alegria de nossa fé” (DA, 379).

 

Rolar para cima
Rolar para cima