20 de maio de 2024

Jundiaí /SP

Pesquisar

Por que devemos rezar pelo Sínodo?

“… pois decidimos, o Espírito Santo e nós” (At 15,28a)

Começou hoje, dia 4 de outubro, e segue até o dia 29,  a primeira sessão da 16a Assembleia Geral Ordinária do Sínodo sobre Sinodalidade.

Os participantes convocados pelo Papa Francisco se reúnem para recolher os frutos dos processos prévios de escuta em espírito de comunhão, missão e participação.

Como cristãos, acompanhamos com as orações este momento fecundo para a Igreja, certos de que “a inevitável incompletude de uma Igreja sinodal e a prontidão de seus membros para abraçar as suas vulnerabilidades se tornam o espaço para a ação do Espírito, que nos convida a reconhecer os sinais de sua presença.” (Instrumentum Laboris, n. 31).

Rezar pelo bom andamento dos trabalhos e por todos os participantes é uma forma de manifestar comunhão.

“E se o Povo santo de Deus com os seus pastores, de todas as partes do mundo, nutre anseios, esperanças e até qualquer receio sobre o Sínodo que iniciamos, recordemos mais uma vez de que não se trata duma reunião política, mas duma convocação no Espírito; não se trata dum parlamento polarizado, mas dum lugar de graça e comunhão. Depois, como sucede muitas vezes, o Espírito Santo rompe as nossas expectativas para criar algo de novo que supera as nossas previsões e as nossas negatividades.

Talvez possa dizer que os momentos mais frutuosos no Sínodo são os momentos de oração, e também o ambiente de oração, graças ao qual age em nós o Senhor.

Abramo-nos a Ele e invoquemo-Lo: Ele é o protagonista, o Espírito Santo. Deixemos que seja Ele o protagonista do Sínodo! E com Ele caminhemos, com confiança e alegria.” (Homilia da Abertura da Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, na manhã deste dia 4 de outubro).

#RezemosPeloSinodo
#comunhao
#igreja
#CnbbSul1

Rolar para cima
Rolar para cima