O Evangelho da Família, alegria para o mundo

“Sede praticantes da Palavra e não meros ouvintes” (Tg 1,22).

“Prezados irmãos e irmãs da Igreja de Deus que se faz presente na Diocese de Jundiaí:

No mês de agosto celebra-se a Semana da Família, tanto em âmbito nacional, a cargo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) (dia 12 ao dia 18), como também a cargo da Pastoral Familiar Diocesana (dia 19 ao dia 25). O tema da Semana da Família deste ano está em plena comunhão com o 9º Encontro Mundial das Famílias com o Papa Francisco, que acontece na cidade de Dublin, capital da Irlanda (22 a 26 de agosto, também neste ano): “O Evangelho da Família, alegria para o mundo”. A primeira parte do tema: “O Evangelho da Família” ressalta o lado positivo da família, a família como Evangelho, como boa notícia, como um bem, como um dom precioso de Deus. Já a segunda parte: “Alegria para o mundo” acentua o fato de que ser família não é apenas um aspecto da doutrina cristã, um valor apenas para os cristãos ou para as pessoas religiosas: é uma verdadeira riqueza para o mundo, para toda a humanidade.

Este tema da Semana Nacional da Família – 2018 é muito oportuno neste tempo em que a instituição familiar é desprezada e negada por um número cada vez mais crescente de pessoas. Porém, nós, cristãos, chamados a sermos discípulos missionários do Senhor Jesus, devemos estar convictos de que a família cristã nasce do Sacramento do Matrimônio, instituído por Jesus com a sua própria vida, oferecida pela salvação da humanidade. Quando o casal cristão dá o seu sim um ao outro e ao próprio Deus, torna-se verdadeira imagem do amor de Cristo pela sua Igreja (cf. Ef 5,25-33). Portanto, o Evangelho da família nasce do Amor-Aliança de Cristo e o que é, segundo o projeto originário e primordial de Deus Criador, a união entre homem e mulher de maneira que “os dois formarão uma só carne, pois não são dois, mas uma só carne” (cf. Mc 10,8), é elevado por Cristo à dignidade de sacramento, sinal verdadeiro e autêntico da presença de Cristo entre nós e meio de mútua santificação.

Queridos irmãos diocesanos: neste Ano Nacional do Laicato proclamado pela CNBB, com o tema: “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino” e o lema: “Sal da terra e luz do mundo (cf. Mt 5,13-14), a família é declarada como “areópago primordial”, isto é, como um dos ambientes mais importantes onde se vive, autêntica e verdadeiramente, a fé cristã, pois “a família, comunidade de vida e amor, escola de valores e Igreja doméstica, é grande benfeitora da humanidade. Nela se aprendem as orientações básicas da vida: o afeto, a convivência, a educação para o amor, a justiça e a experiência da fé” (Cristãos leigos e leigas na Igreja e na sociedade − Documentos da CNBB 105, n. 255).

Intimamente ligada com a celebração da Semana da Família, a Diocese de Jundiaí terá a grande alegria de sediar, no Colégio Divino Salvador, Vila Arens, em Jundiaí, o 17º Congresso da Região Sul (Estados de São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina), nos próximos dias 7 a 9 de setembro, do Movimento Eclesial do ECC (Encontro de Casais com Cristo). O tema deste Congresso será: “ECC: Evangelizando as famílias a serviço da Paz”, e o lema: “Sede praticantes da Palavra e não meros ouvintes” (Tg 1,22).

O objetivo geral deste Congresso é a partir da Palavra da Sagrada Escritura, do ensinamento da Igreja, principalmente da Exortação Apostólica Pós-Sinodal do Papa Francisco: Amoris Lætitia, “Sobre a Família” (2016), e da realidade atual da família, testemunhar e fortalecer os valores da família cristã, contribuindo assim para que a família esteja de fato a serviço do Evangelho e da paz. Deste modo, em todos os níveis da vivência da família (familiar, eclesial e social), a leitura e a meditação da Palavra de Deus e da Igreja se tornam um autêntico anúncio do Evangelho e não mera palavra que se ouve e que logo se perde (cf. Tg 1,23-25).

Talvez nem todos saibam o que seja o ECC (Encontro de Casais com Cristo). Ele é um serviço da Igreja em favor da evangelização das famílias. Procura construir o Reino de Deus aqui e agora, a partir da família e da comunidade paroquial, mostrando pistas para que os casais se reencontrem com eles mesmos, com os filhos, com a comunidade e, principalmente, com Cristo. Para isto, busca compreender o que é ser Igreja hoje e seu compromisso com a dignidade da pessoa humana e com a justiça social. O ECC nasceu da inquietude de um sacerdote, Padre Alfonso Pastore (1932-2000), padre camiliano, que dedicou sua vida sacerdotal à Pastoral Familiar, à Pastoral da Saúde e à Pastoral Carcerária. Este movimento eclesial teve início em 1970, na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, na Vila Pompéia, na cidade de São Paulo. Atualmente o ECC é uma realidade quase no Brasil inteiro, estando presente e atuando na maioria das (Arqui)Dioceses.

Os encontros do ECC geralmente são realizados em finais de semana e se desenvolvem em três etapas distintas e inter-relacionadas entre si, cada uma com características e finalidades próprias: a 1ª Etapa constitui o momento evangelizador e missionário, despertando os casais para a verdadeira vivência da fé cristã; já a 2ª Etapa pretende levar o casal a refletir sobre o verdadeiro sentido da fé batismal, para que ele viva plenamente a mensagem de Jesus Cristo, à luz dos documentos da Igreja; por fim, a 3ª Etapa propõe aos casais uma reflexão sobre a atual sociedade e como torná-la mais em conformidade com o projeto do Reino de Deus.

Para este Congresso da Região Sul do ECC já está confirmada, até agora, a presença de nove Bispos; 82 Padres, geralmente Diretores Espirituais do ECC em suas Dioceses; 115 casais, na sua maioria o casal representante do ECC de cada Diocese.

Queridos irmãos diocesanos: queremos acolher com imensa alegria e fraterna hospitalidade os participantes do 17º Congresso da Região Sul do ECC. Como diz a Oração preparada para este evento, que este Congresso ajude todas as famílias cristãs a testemunharem “a alegria do Evangelho nas escolhas próprias de sua missão”.

E a todos abençoo, particularmente os membros do ECC da nossa Diocese, seu casal coordenador: Antonio José e Denilza dos Santos Pereira; o Assessor Eclesiástico, Padre Lupércio Batista Martins; todos os participantes e tantos voluntários que doarão grande tempo de suas vidas para que este 17º Congresso da Região Sul, realizado na querida e amada Diocese de Jundiaí, tenha pleno êxito e que assim “ O Evangelho da família seja alegria para o mundo”. Assim seja”.

Dom Vicente Costa
Bispo Diocesano

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *