5 de dezembro de 2021

Jundiaí /SP

Começa hoje a Semana da Solidariedade

 

A Semana da Solidariedade ocorre nacionalmente de 8 a 14 de novembro, em comemoração ao aniversário da Cáritas Brasileira. Na Diocese de Jundiaí esta semana, coordenada pela Cáritas Diocesana de Jundiaí, tem por objetivo dar visibilidade das ações de solidariedade e promoção aos mais vulneráveis socialmente e excluídos da sociedade.

Ao longo de 20 anos a Feira da Solidariedade, realizada na praça pública da Matriz da Catedral, em Jundiaí, expôs os trabalhos sociais e apresentações culturais de inúmeras organizações da Diocese de Jundiaí.

Neste ano, em decorrência das restrições dos eventos com grande aglomeração, serão veiculados nas redes sociais, breves vídeos apresentando os trabalhos das Entidades Beneficentes e Pastorais Sociais, envolvendo a todos em uma grande rede de solidariedade.

A Semana da Solidariedade está em sintonia com a Jornada Mundial dos Pobres, celebrada  no dia 14 de novembro, 33º Domingo do Tempo Comum, data instituída Papa Francisco, como sendo o Dia Mundial dos Pobres e que vem provocar a Igreja para olhar, refletir, rezar e estar com os pobres.

A mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial dos Pobres 2021 tem como tema “Sempre tereis pobres entre vós” (Mc 14, 7) e reflete, a partir do evangelho de São Marcos, a narrativa em que Jesus está fazendo a refeição em Betânia na casa de Simão chamado “o leproso”, entrou lá uma mulher com um vaso de alabastro cheio de perfume muito precioso e derramou-o sobre a cabeça de Jesus.

O Papa Francisco relata em sua mensagem: “Jesus recorda-lhes que Ele é o primeiro pobre, o mais pobre entre os pobres, porque os representa a todos. E é também em nome dos pobres, das pessoas abandonadas, marginalizadas e discriminadas que o Filho de Deus aceita o gesto daquela mulher. Esta, com a sua sensibilidade feminina, demonstra ser a única que compreendeu o estado de espírito do Senhor. Esta mulher anónima – talvez por isso destinada a representar todo o universo feminino que, no decurso dos séculos, não terá voz e sofrerá violências”.

Assim como essa mulher anônima que derrama perfume na cabeça de Jesus, as organizações e Pastorais Sociais, por meio de pessoas que anonimamente, com dedicação e solidariedade, fazem a boa ação ao acolher aos mais empobrecidos, olhando-os com a dignidade de filhos de Deus.

A Cáritas Diocesana de Jundiaí convida a todas as pessoas a compartilharem em suas redes sociais os vídeos que dão visibilidade as obras de caridade e promoção da Diocese de Jundiaí, refletindo na esperança de um mundo mais fraterno e justo socialmente.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Rolar para cima