Imagem da Padroeira Nossa Senhora do Desterro chega à Paróquia São Benedito

 

A imagem de Nossa Senhora do Desterro, Padroeira da Diocese de Jundiaí, está percorrendo todas as Regiões Pastorais Diocesanas,  ação que faz parte da Programação Diocesana para o Ano do Laicato. Na cidade de Salto, por exemplo, que compreende a Região Pastoral 8, a peregrinação da imagem começou no dia 17 de junho, na Paróquia de Nossa Senhora Aparecida, chegando na noite do dia 20 à Paróquia São Benedito, onde permanece até o próximo domingo, dia 24,  Após a missa das 19h a imagem seguirá para a Paróquia São Roque, localizada no Jardim das Nações, onde permanecerá entre os dias 24 e 27. Depois disso, a peregrinação segue para a Paróquia Cristo Rei, no Jardim São Judas Tadeu, no período de 28 de junho a 1º de julho; e por fim, chega na Paróquia Nossa Senhora do Monte Serrat, onde fica de 1º a 4 de julho.

Na Igreja matriz de São Benedito, a imagem foi recebida pelo Pároco, Padre Marcílio Gragefe, acompanhado pelo Vigário Paroquial, Padre José Luiz Nascibem, pelos integrantes do Terço dos Homens e dezenas de fiéis representando as comunidades paroquiais, Divino Espírito Santo, Santa Ana e São Joaquim, Santa Teresinha, Santo Inácio de Loyola e São José Operário. Na oportunidade, após a missa das 19h e precedendo a celebração do Terço dos Homens, Padre Marcílio destacou seu simbolismo histórico. “É uma imagem bíblica, que representa a fuga da Sagrada Família para o Egito, escapando da perseguição do Rei Herodes”, disse o sacerdote, reforçando as Sagradas Escrituras (Mt 2, 13-23): “(…) um anjo do Senhor apareceu em sonhos a José e lhe disse: Levanta-te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito! Fica lá até que eu te avise, porque Herodes vai procurar o menino para o matá-lo”.

Nossa Senhora do Desterro é considerada pela Igreja Católica também como a protetora dos viajantes, dos exilados, livrando-os no caminho de todos os males, como as pestes, as doenças contagiosas, fome etc., exatamente como o fez na proteção ao Menino Jesus.

Colaboração: Pascom Paróquia São Benedito

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *