25 de julho de 2024

Jundiaí /SP

Pesquisar

Festividades de São Bento na Diocese

Neste dia 11 de julho, quinta-feira, a Igreja Católica celebra a memória de São Bento, fundador da ordem Beneditina. Na Diocese de Jundiaí, o Mosteiro de São Bento – Igreja Sant`Anna e a Paróquia Nossa Senhora de Montenegro convidam fiéis e devotos para participarem das celebrações em honra do santo padroeiro da Europa e fundador da Ordem dos Beneditinos.

No Mosteiro, localizado no Largo de São Bento, 40, Centro, Jundiaí, a programação da Festa inclui a celebração de Missa Solene, às 19h, presidida Dom Dionísio Fernandes Calheiros, OSB. Na parte social, nos dias 11 a 14 de julho haverá quermesse, sempre das 17h às 22h.

Por sua vez, na Paróquia Nossa Senhora de Montenegro, a Santa Missa com bênção e exorcismo das medalhas de São Bento também acontece às 19h, na Rua Pedro Pessini, 155, Jardim do Lago, Jundiaí. Preside a celebração o pároco, Dom Carlos Alberto Nogueira Filho, OSB. Na sexta-feira, dia 12, haverá missa pelos 75 anos da presença da Congregação Valombrosana no Brasil, também às 19h.

Breve Biografia:

Bento nasceu no território da Núrsia, de família abastada. Sua data de nascimento, fixada tradicionalmente em torno do ano 480, talvez possa ser atrasada de uma dezena de anos. Foi enviado a Roma para completar a sua formação literária, mas logo em seguida abandonou a atmosfera corrompida da cidade, retirando-se para uma vida solitária na proximidade de Subiaco, após uma breve permanência em Enfide. Durante um breve período de tempo esteve na direção de um mosteiro junto a Vicovaro. Em seguida, com o aumento progressivo dos seus discípulos, fundou doze mosteiros no vale do Aniene, cada um dos quais era constituído de doze monges, sob a autoridade de um abade. Em consequência de intrigas contra ele, deixou Subiaco, talvez aí pelo ano de 529, fixando residência em Montecassino, onde fundou um mosteiro no lugar de um antigo templo pagão. Aí compôs, pelo menos em sua redação atual, a Regra para os seus cenobitas. A sua fama se ampliou cada vez mais; o rei Tótila, desejoso de conhecê-lo, foi visitá-lo em Montecassino. A data da morte de São Bento pode ser fixada provavelmente em torno de 547.

Fonte:mosteirodesaobentorio.org.br

Rolar para cima
Rolar para cima