Festa em honra de Nossa Senhora do Carmo

A Paróquia de Nossa do Carmo, em Jundiaí-Mirim, recebeu na noite desta segunda-feira, 17 de  julho, grande número de fiéis de várias partes da Diocese, para a celebração em louvor da padroeira.

A missa solene foi presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Vicente Costa, e concelebrada pelo pároco, padre Lúcio Carlos Savietto e pelos padres Sílvio Andrei Rodrigues, da Paróquia Nossa Senhora do Monte Serrat, de Salto; e Juverci Pontes Siqueira, da Paróquia São Sebastião, de Cajamar.

Na homilia da Missa da Solenidade da Padroeira Nossa Senhora do Carmo, Dom Vicente Costa destacou três palavrinhas: 1) A devoção Mariana ao escapulário e a promessa à Simão Stock. O escapuário é símbolo de consagração religiosa na Ordem de Nossa Senhora do Carmo. Para os fiéis leigos, para o povo, é símbolo de devoção e afeto para com a mesma Senhora do Carmo. O escapulário é, em suma, um sinal externo de devoção mariana e de consagração pessoal à Santíssima Virgem Maria. É um sacramental, ou seja, um sinal sagrado, segundo o modelo dos sacramentos, por meio do qual se simbolizam efeitos espirituais obtidos pela intercessão da Igreja; 2)   Sobre o “sim” de Maria e sua pequenez para com Deus e à humanidade. Maria sempre serva e um exemplo perfeito para seguirmos; 3) “Todo aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”. (Mt 12,46-50) Como cristãos e pertencentes ao Reino devemos seguir e fazer a vontade do Pai.

Ao longo de seis dias a comunidade paroquial louvou e exaltou a Deus por meio de sua devoção à Nossa Senhora do Carmo.

A cada noite, um padre foi convidado para celebrar: Silvio Andrei, Jorge Demarchi, José Roberto de Oliveira, João Luiz Dias, João Brito Campos e Jair Euclides da Silva. Nesses dias o tema principal da liturgia foi o serviço à Deus e a comunidade e também o testemunho que os leigos devem dar a todas as pessoas.

No último domingo dia 15, a comunidade celebrou o 12º Domingo do Tempo Comum. Na missa, o pároco, padre Lúcio orientou para que todos sejam profetas do Reino de Deus e para que propaguem as boas ações no mundo, para superar o mal. Após a missa aconteceu a tradicional procissão de fiéis, com grande número de devotos.

A Padroeira

Nossa Senhora do Carmo é um título consagrado à Virgem Maria. Este título apareceu com o propósito de relembrar o convento construído em honra da Santíssima Virgem Maria nos primeiros séculos do Cristianismo, no Monte Carmelo, em Israel. A principal característica desta invocação mariana é apresentar o Escapulário do Carmo, símbolo que representa o ato de se estar ao serviço do Reino de Deus e que traz muitas indulgências, graças e outros benefícios espirituais a quem assume este sinal e esta proposta como seus. Nossa senhora falou que quem usasse o Escapulário, e buscasse ter uma vida correta com Deus, que esses sempre teriam sempre sua materna intercessão e proteção.

Fotos: Regina Biase

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *