20 de abril de 2024

Jundiaí /SP

Festa do Senhor Bom Jesus: “Somos testemunhas do Amor do Pai”

Este foi o tema central da novena em louvor ao Senhor Bom Jesus, no Santuário de Pirapora do Bom Jesus, que teve seu ponto alto neste dia 6 de agosto, Dia do Padroeiro Senhor Bom Jesus, fazendo parte das festividades preparatórias do Triênio Jubilar (2022-2024).

As comemorações em louvor ao padroeiro iniciaram no dia 26 de julho. E neste sábado foram celebradas seis missas, sendo que, a Missa Solene foi presidida por Dom Vicente Costa, Administrador Apostólico Diocesano, às 9h.

Ao longo de todo o dia, milhares de fiéis passaram pelo Santuário e depositaram aos pés da imagem do padroeiro suas orações de agradecimento e seus pedidos por intercessão.

Às 17h aconteceu a tradicional procissão do Senhor Bom Jesus. As ruas centrais da cidade no entorno do Santuário foram tomadas por muita gente. De volta a matriz, celebrou a Santa missa o Arcebispo de Diamantina (MG), Dom Darci José Nicioli, C.Ss.R.,

Às 20h, o reitor e pároco do Santuário, Padre Marcelo Magalhães, C.Ss.R., presidiu a última missa.

Tradicionalmente, durante a novena que prepara a festa do Senhor Bom Jesus de Pirapora tanto o Santuário como a cidade de Pirapora do Bom Jesus recebem milhares de devotos e peregrinos de várias partes do Brasil, especialmente romaria de cavaleiros.

Triênio Jubilar

O Santuário Diocesano do Senhor Bom Jesus de Pirapora abriu oficialmente no dia 26 de julho as festividades do Triênio Jubilar (2022-2024) em preparação para celebração dos 300 anos do encontro da imagem do Senhor Bom Jesus. Dom Vicente Costa, Administrador Apostólico da Diocese de Jundiaí, presidiu a celebração eucarística de abertura das comemorações.

Na ocasião, a imagem do Senhor Bom Jesus recebeu uma nova coroa, uma releitura da mais antiga coroa. “Mantivemos o desenho original, porém, todos os espinhos e lembrança de dor, foram transferidos para o símbolo da flor de maracujá, que é o símbolo da Paixão. Também foram inseridas quatro estrelas, representando o Cruzeiro do Sul, referindo-se ao tempo que é coroado, já que nessa data o Cruzeiro do Sul se localiza acima do Santuário e, por fim, as ondas e os peixes, que remetem ao rio Tietê, onde a imagem foi encontrada”, explicou o Padre Marcelo Magalhães, reitor e pároco do Santuário do Senhor Bom Jesus.

Os próximos três anos serão marcados, por uma profunda reflexão e contemplação do Deus Uno e Trino: Pai, Filho e Espírito Santo.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Rolar para cima