Encerramento do Ano Nacional do Laicato

O Centro de Evangelização Arca da Aliança Mãe da Divina Providência, em Várzea Paulista, acolheu centenas de leigos e leigas da Diocese de Jundiaí para uma grande festa que celebrou, no último domingo, 25 de novembro, três importantes datas: Cristo Rei do Universo, comemoração do Dia Nacional do Leigo e encerramento do Ano Nacional do Laicato.

O evento começou com a celebração das Laudes e um rito de renovação do batismo reafirmando a missão dos batizados em anunciar o Evangelho do Cristo Ressuscitado. Os catequistas presentes receberam e acenderam velas, a luz de Cristo, e em seguida cantaram a Ladainha de Todos os Santos invocando apenas os leigos proclamados Santos pela Igreja.

O coordenador do Conselho Diocesano dos Leigos, CDL, Sebastião Nereu da Veiga, fez uma breve reflexão sobre o Evangelho do Sermão da Montanha, destacando que os leigos são aqueles que contribuem para a santificação do mundo atuando nos ambientes sociais, políticos e eclesiais que frequentam.

Bacharel em Teologia e Filosofia, Mestre em Teologia, professora da PUC-SP e membro da Rede Latino-Americana do Pensamento Social da Igreja, Rosana Manzini assessorou o encontro palestrando sobre Exortação Apostólica do Papa São João Paulo II, “Christifideles laici, sobre a vocação e a missão dos leigos na Igreja e no mundo”, publicada em 1987.

Rosana explicou que a palavra “leigo” é interpretada como aquele que não sabe “de nada”, mas, o Concílio Vaticano II trouxe mudanças na visão de quem é e qual a missão do chamado “leigo” na Igreja. “A hierarquia, isto é, os bispos e os padres, estão a serviço de todo o povo de Deus que são todos os batizados. E o batismo é a base para todos nós, leigos e clérigos, assim como a vocação a santidade que é igual para todos”, ressaltou a professora.

O encontro foi preparado e conduzido pelo Conselho Missionário Diocesano, COMIDI e pelo Conselho Diocesano dos Leigos, CDL, que apresentou uma retrospectiva das atividades diocesanas realizadas durante este ano para celebrar e animar a vocação laical. Recordaram que o Ano Nacional do Laicato teve como tema “Cristãos Leigos e leigas, sujeitos na Igreja em saída, a serviço do Reino” e lema “Sal da terra e luz do mundo”. Entre as atividades realizadas foram destacadas a peregrinação da imagem de Nossa Senhora do Desterro pelas paróquias da Diocese, o Primeiro Encontro Diocesano da Pastoral da Pessoa com Deficiência e Pastoral do Surdo, a oficialização da Pastoral do Empreendedor Cristão como pastoral diocesana, entre outros eventos.

O ponto alto das comemorações do dia de ontem, foi a Celebração Eucarística presidida por Dom Vicente Costa e concelebrada por vários padres da diocese, entre eles, a presença especial do padre Luís Antônio Aguiar que há 16 anos está em missão no Japão. Estavam presentes também diáconos e seminaristas.

Em sua homilia, Dom Vicente destacou que Jesus Cristo não é um rei nos modelos do mundo, com coroa e cedro de ouro, mas um rei manso e humilde que dá a vida por nós, que tem na cabeça uma cora de espinhos e cujo trono foi a cruz. E que nós, como Igreja, devemos sempre pedir ao Senhor que estejamos a serviço de Cristo, nosso Rei.

Ao final da celebração, Dom Vicente exortou com muita força os presentes, afirmando que, embora o dia 25 de novembro de 2018 marcasse o encerramento do Ano Nacional do Laicato, a Missão dos Leigos de serem sal da terra e luz do mundo não estava encerrada, mas deveria continuar com mais força e entusiasmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *