Em Santana de Parnaíba, fiéis participam da VIII Caminhada dos Mártires

Na manhã do último dia 13 de julho, a comunidade da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, de Santana de Parnaíba junto com seu Pároco Padre Norberto Savietto acolheram os participantes da VIII Caminhada dos Mártires (CM) da Diocese de Jundiaí.

A CM deste ano tratou de forma singular, um problema que aflige o mundo todo, inclusive contando com especial atenção do nosso Papa Francisco, que através da sua encíclica “Laudato si“, trouxe um outro olhar ao meio ambiente, o qual precisa ser urgentemente preservado, mas também, nos mostrando sobre a necessidade de uma “Ecologia Integral”, que não deve ficar limitada apenas na defesa da flora e fauna, mas se estendendo a preservação da vida em toda a sua plenitude, preservando povos e culturas.

De acordo com Sandro Rogério de Souza, coordenador diocesano da Pastoral Fé e Política, ao longo do percurso foram realizadas  quatro paradas para reflexão. “Na 1° Parada, refletimos sobre a poluição sonora que tanto nos tira o sossego e até a capacidade de nós mantermos em paz. São tantas as tecnologias hoje em dia que mesmo quando dormimos, não nos desligamos totalmente e isso tem prejudicado muito a nossa qualidade de vida.

Na 2° Parada, em frente à uma pedreira, a reflexão foi sobre a poluição do ar e da exploração dos recursos naturais da mãe terra, vislumbrando-se o lucro e uma produtividade cada vez maior, sem levar em conta os impactos ambientais e sociais provocados pela ganância em detrimento da solidariedade à comunidade vizinha, a qual sofre constantemente com os elevados níveis de poeiras e gases dispersos nessa atividade.

A 3° Parada, realizada na Barragem do Rio Tietê, Engenheiro Edgard de Souza, refletimos sobre a poluição do Rio Tietê e que há tantos anos se ouve falar que será despoluido, porém, entra governo, sai governo, a situação se degrada cada vez mais. Água é Vida! Queremos um rio limpo e vivo!

Na 4° e última parada, refletimos sobre Políticas Públicas, à luz da Campanha da Fraternidade desse ano, nos fazendo lembrar que precisamos assumir nosso papel de protagonistas e de agentes de transformação social, num mundo onde o poder e o dinheiro tem mais importância do que a vida. É necessário entendermos o que são Políticas Públicas, para que possamos nos importar mais, não apenas com os nossos direitos, mas com os direitos de todos e, principalmente, dos que mais precisam”, concluiu Sandro.

Todo o percurso foi realizado com cânticos, orações e com a marcante saudação aos nossos mártires, que quando citados, todos respondiam: Presente na Caminhadas!

A CM 2019 contou com o apoio da prefeitura de Santana do Parnaíba, que durante todo o evento garantiu a segurança na Estrada dos Romeiros, por meio de uma viatura da GCM, como também, de uma ambulância. Registre-se aqui o nossa muito obrigado!

A Missa de Encerramento aconteceu na Igreja matriz de Santa Ana, oportunidade para relembrar a importância dos Mártires na história do mundo, a exemplo do Mártir Maior: Jesus Cristo, que foi condenado, crucificado. Jesus, Nosso Mártir morreu, mas ressuscitou e está vivo entre nós e presente na Caminhadas.

 

Colaboração: Sandro Rogério de Souza

Coordenador Diocesano da Pastoral Fé e Política

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *