Dom Vicente reabre centenária Igreja de Santa Ana após restauro da fachada

Dom Vicente é homenageado pelo Prefeito Elvis Cesar.

As comemorações começaram no final da tarde com o descerramento da fita inaugural pelo Bispo Diocesano, Dom Vicente Costa, pelo chefe do executivo municipal, Elvis Cesar.

A Matriz de Santa Ana é um importante patrimônio cultural da cidade de Santana de Parnaíba  e um dos mais antigos do Estado.O templo foi reaberto neste domingo, 16 de dezembro, com uma programação especial.

A Schola Cantorun, de São Paulo, apresentou concerto sacro, seguida de Missa de Reabertura do templo presidida por Dom Vicente Costa, Bispo diocesano. Coma reabertura da Igreja, a população de Santana de Parnaíba ganhou um presente especial de natal.

A Obra

Iniciada em setembro de 2016, a obra de restauração levou mais de dois anos para ser concluída. A última grande reforma havia sido em 1994. O objetivo foi o de manter as características do templo religioso, respeitando sua história e a simbologia que representa o marco inicial da cidade e motivo de orgulho para todos os parnaibanos.

Tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat ), foram feitas uma série de intervenções como a conservação da fachada, reforma e restauração dos vitrais, entre outros detalhes que foram acompanhados por uma equipe paroquial, sob a coordenação do artista plástico Alcides Maia e por uma equipe da Secretaria de Cultura e Turismo Municipal. A obra da igreja contou com recursos do Fundo dos Interesses Difusos (FID) e da prefeitura.

Ovalor de R$ 1.680.914,88, destinado à restauração, foi obtido após a aprovação do projeto “Santa Ana preservação da Cultura e da Fé”, enviado pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo ao Fundo dos Interesses Difusos (FID), que é administrado por um conselho gestor das secretarias Estaduais e presidido pela Secretaria Estadual da Justiça e da Cidadania de São Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *