23 de julho de 2021

Jundiaí /SP

Dom Vicente participa de inauguração de Salão Comunitário em Cajamar

Na sexta-feira (27), o Bispo Dom Vicente presidiu a celebração do Sacramento da Crisma seguida da cerimônia de inauguração do salão comunitário, em comemoração pelo 43º aniversário de fundação da Comunidade Nossa Senhora do Carmo, em Cajamar,

Dom Vicente foi acolhido pelo pároco local, Padre João Batista dos Santos, pelo Diácono Permanente José Nicolau Alves e membros da comunidade paroquial.

Motivo de festa entre os fiéis, o Salão Comunitário recebeu o nome de “Josephina Azzolini”, missionária leiga e cofundadora da Comunidade Nossa Senhora do Carmo, que pertence a Paróquia Nossa Senhora da Alegria. A obra é fruto da dedicação e zelo dos paroquianos que se empenharam para a construção do espaço.

Durante a cerimônia, Dom Vicente pôde conhecer um pouco a história de Josephina Azzolini, que dá nome ao espaço. História que você confere a seguir. A pesquisa e redação da biografia é de autoria da professora Gilda Ap. P. Camelo.

 

Breve Biografia

Nascida em 20 de outubro de 1928, em Roana (Vicenza – Itália) Josephina  Azzolini veio para o Brasil em 1963 para ser missionária. Em pouco tempo aprendeu nossa língua e partiu para as missões. Iniciou seu trabalho no Acre, cuidando das famílias humildes  e evangelizando. Depois veio para São Paulo onde trabalhou com os Padres Camilianos auxiliando as famílias carentes da periferia de São Paulo.

No final de 1976, continuando sua caminhada de construção de Centros Comunitários nos bairros menos favorecidos, veio parar no Km 29 da Rodovia Anhanguera (SP), onde logo fez amizade com uma família local e começou sua evangelização para os jovens e adultos aos finais de semana, no pátio da Escola Municipal República do Panamá, atual EMEF Vinícius Couto Silva, no Distrito do Polvilho, em Cajamar.

Devido o seu trabalho incessante, conseguiu através de doação um terreno, onde deu início a construção da Comunidade Nossa Senhora do Carmo, com a colaboração das  famílias locais. Teve também um apoio significativo das Irmãs de Santo André, as irmãs Daria e Cora que ajudaram no trabalho de evangelização.

Josephina não parou por aí, continuou atuando nos bairros próximos e assim nasceram as Comunidades Nossa Senhora da Alegria, São João Batista e São Camilo de Léllis, hoje todas pertencentes a Paróquia Nossa Senhora da Alegria.

Hoje aos 92 anos, vive num asilo em sua cidade Natal, Roana, na Itália. Lúcida e com muitas saudades do Brasil, sempre que pode comunica-se com as famílias que ajudaram no início das Comunidades.

Fotos: Filipe Dantas de oliveira

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

CÚRIA DIOCESANA
DE JUNDIAÍ

Rolar para cima