16 de outubro de 2021

Jundiaí /SP

Dom Vicente e Padre Gabriel participam de entrega de Diploma e Medalha Padre Bento

51ª SEMANA PADRE BENTO DIAS PACHECO

A 51ª Semana Padre Bento Dias Pacheco promoveu, no dia 16 de setembro, a tradicional cerimônia de entrega de Diploma e Medalha Padre Bento Dias Pacheco. A Câmara Municipal foi sede do evento que, anualmente é realizado pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Turismo, Lazer e Eventos, em parceria com a Paróquia Senhor do Horto, e faz parte do calendário oficial de eventos do município.

O Diploma e Medalha Padre Bento Dias Pacheco é uma honraria destinada a pessoas que trabalham na divulgação da vida e obra do “Apóstolo da Caridade”.

O homenageado na edição 2021 foi o senhor João Silva Filho, Ministro da Eucaristia e colaborador com a divulgação da vida e obra de Padre Bento nas redes sociais. João também atuou no Movimento Cristandade e no Encontro de Casais com Cristo.

Neste ano, a solenidade contou com a presença do Bispo Diocesano, Dom Vicente Costa, que foi o orador e dividiu sua fala com o Padre Gabriel Vital, Pároco da Paróquia Santa Rosa de Lima, de Jundiaí.

Dom Vicente reconheceu Padre Bento como “o homem que a história concedeu como santo” e fazendo referência a Exortação Apostólica, Gaudete e Exultate, do Papa Francisco, sobre a santidade nos dias atuais, continuou “Santo é aquele que se faz pobre. O Santo é aquele que mostra, neste mundo de hoje que é possível e importante levar a sério o evangelho de Jesus. O Santo é aquele que defende a vida desde a concepção até a morte. Por isso pra nós, padre Bento se tornou um verdadeiro testemunho de amor de Deus”.

Por sua vez, Padre Gabriel falou sobre o andamento do processo de canonização do Padre Bento. O presbítero informou que após o encerramento da fase diocesana, o processo  encontra-se em Roma desde 2003, recebeu o nihil obstat (nada consta em contrário), tendo como postulador o Dr. Waldery Wilgeman. A fase atual é a de elaboração da positivo, documento que atesta que o Servo de Deus praticou as virtudes teologais (fé, esperança e caridade) e cardeais (prudência, justiça, temperança e fortaleza), a humildade e os conselhos evangélicos (pobreza, castidade e obediência) em grau heroico. Se teve fama de santidade na vida, na morte e depois da morte ou se é mártir (foi assassinado por ódio à fé). Esse documento está sendo produzido pela Dra. Eunice dos Santos, faltando ainda preencher algumas lacunas históricas da vida do Servo de Deus.

Na sequência, a Congregação para Causa dos Santos, por meio de seu conselho, deverá aprovar a positio anexando os possíveis milagres e enviando ao Consistório (Conselho de Cardeais) para que sejam aprovadas as virtudes heroicas do Servo de Deus. Com isso, o Papa poderá aprovar a recomendação do consistório e declarar “Venerável” o candidato à santidade. Na fase seguinte, a Igreja tendo ouvido o parecer da Congregação da Causa dos Santos, do Consistório, o Papa declara – o, de forma solene, como Beato e tendo mais um milagre ou motivo relevante (virtude heroica ou dispensa de um segundo milagre) o declara santo.

Padre Gabriel exortou a todos para pedirem, em suas orações, a intercessão do Servo de Deus Padre Bento junto a Jesus, para que um dia a Igreja o declare santo, e imitemos as suas virtudes, como ele foi imitador de Jesus Cristo pobre e servo de todos. “Peçamos as graças que precisamos e até mesmo, se for da vontade de Deus, os milagres podem acontecer em nossas vidas e na vida da Igreja”, concluiu.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Rolar para cima