18 de maio de 2024

Jundiaí /SP

Pesquisar

Dom Arnaldo anuncia criação da Equipe Diocesana para o Jubileu 2025

A fim de promover e incentivar a participação da Diocese de Jundiaí nas celebrações do Ano Santo Jubilar de 2025, Dom Arnaldo Carvalheiro Neto, Bispo Diocesano, divulgou na manhã desta sexta-feira, 10 de maio, durante a Reunião Geral do Clero, a criação da Equipe Jubilar Diocesana. O Bispo convidou 19 pessoas entre padres, diáconos, seminaristas e leigos(as) para compor a comissão que vai elaborar o Projeto Diocesano, com sugestões de ações de modo a favorecer a participação de todos os fiéis diocesanos, especialmente nas iniciativas de oração e peregrinações.

Equipe Diocesana para o Jubileu 2025

Confira o nome dos membros que formam a equipe:

Coordenador da Comissão: Pe. Carlos José Virillo (Vigário Geral)

Vice- Coordenador – Pe. Antônio Carlos dos Santos (Coordenador Diocesano da Ação Evangelizadora)

Secretário: Emerson Coletti (Secretário Diocesano de Pastoral)

Vice-Secretário: Seminarista Diogo Augusto da Silva

Representante do Setor de Comunicação: Pe. Bruno Bussolini (Membro do Eixo Comunicação)

Representantes da PASCOM: Isabela Regina Silva e Marcia Aparecida Leme dos Santos (Coordenadoras Diocesanas da PASCOM)

Representante da Forania São Marcos: Pe. João Renan Paísca Bersan

Representante da Forania São Mateus: Rodrigo Marques (Coordenador Diocesano da Comissão Diocesana para a Animação Bíblico-Catequética)

Representante da Forania São Lucas: Sra. Renata Bellodi

Representante da Forania São João: Diácono Geovane Ribeiro dos Santos

Representante da Forania São Paulo: Pe. Carlos Rafael Casarin (Coordenador Diocesano do Departamento de Patrimônio e Coordenador
Diocesano da Comissão Diocesana para os Bens Culturais da Igreja)

Representante dos Diáconos Permanentes: Diácono Húdele Fabricio

Representante do Seminário Diocesano: Seminarista Wallison Pedro Cardoso

Representante da Comissão Diocesana de Liturgia: Pe. Ivan de Oliveira (Assessor Diocesano da Comissão Diocesana de Liturgia)

Representante do Setor Juventude: Arthur de Maria da Rocha (Coordenador Regional do Setor Juventude – Região Pastoral 2) e Isabela Ramos de Moura (Coordenador Paroquial do Setor Juventude – Paróquia São João Batista – Região Pastoral 1)

Cerimoniário Diocesano: Pe. Márcio Felipe Souza Alves

Membro – Pe. Marcelo Magalhães, CSSR (Membro da Comissão Diocesana para os Bens Culturais da Igreja)

Ano Jubilar

 A cada 25 anos a Igreja realiza um Jubileu. Um tempo de graça à luz da revisão do planejamento e fortalecimento da fé em Jesus Cristo. Em vista dos 25 anos do século 21, o Papa Francisco informou em fevereiro de 2022 que em 2024 seria uma preparação para o Jubileu 2025, com “uma grande “sinfonia” de oração”. E escolheu como tema para o Jubileu 2025: “Peregrinos da Esperança”. As comemorações iniciam no dia 24 de dezembro de 2024 com a abertura da porta santa da Basílica de São Pedro e seguem até o dia 6 de janeiro de 2026, Solenidade da Epifania do Senhor, com seu fechamento.

Dentro das atividades previstas para este ano de 2024, Ano de Oração​, as dioceses são convidadas a promover a centralidade da oração individual e comunitária, propondo peregrinações e percursos ou escolas de oração que envolvam todo o povo de Deus. ​

 Programação Oficial do Jubileu

O calendário do Jubileu 2025 encontra-se disponível no site oficial do evento, com tradução em 10 idiomas, incluindo o português. Lá, o leitor encontra a programação detalhada e as orientações para os peregrinos. Serão mais de 35 eventos durante o ano jubilar, envolvendo a diversidade do povo de Deus com suas peregrinações específicas.

Para além das atividades religiosas, a programação contempla um encontro com a cidade de Roma, com momentos em praças e espaços públicos. É uma ação de evangelização na cidade, eventos puramente culturais, para os peregrinos e turistas de Roma.

Em 2025, são esperados 32 milhões de pessoas no Jubileu em Roma, sendo que entre esses, cerca de 250 mil peregrinos brasileiros.

Celebração de um tempo jubilar

O Jubileu é um evento especial na Igreja Católica, que se repete a cada 25 anos, também chamado Ano Santo. Trata-se de um ano de perdão, de reconciliação e indulgência. Os fiéis que visitarem as Basílicas designadas poderão receber a indulgência plenária. O último Jubileu se realizou no ano 2000, ainda no papado de João Paulo II. O Ano Santo é proclamado pelo Papa e tem início com a abertura da Porta Santa na Basílica de São Pedro, no Vaticano.

Rolar para cima
Rolar para cima