13 de julho de 2024

Jundiaí /SP

Pesquisar

Diocese de Roraima, onde aconteceu o milagre, mostra alegria diante do anúncio da data de canonização de Allamano

No dia 1º de julho de 2024, em Consistório Público, o Papa Francisco anunciou que a canonização do Bem-aventurado José Allamano, fundador dos Institutos Missionários da Consolata, será realizada no domingo, 20 de outubro de 2024, em Roma, Dia Mundial das Missões.

Diante desse anúncio, o bispo da diocese de Roraima, dom Evaristo Pascoal Spengler, emitiu uma nota, dirigida ao povo de Deus da diocese e aos missionários e missionárias da Consolata, onde manifesta sua alegria diante do “feliz anúncio da canonização do Bem-Aventurado José Allamano, fundador dos missionários e das missionárias da Consolata, presentes em nossa Igreja de Roraima desde 1948”.

Um fato que segundo o bispo, “é o Deus misericordioso, mais uma vez agindo em nossa história. Deus não cansa de nos surpreender com seu amor e sua bondade”. Junto com a alegria para os missionários, esse júbilo também é vivido pela Igreja de Roraima, “pois reconhece o milagre por intercessão do Beato Allamano, em favor do indígena Yanomami Sorino, que mora em nossa Diocese, na Missão Catrimani, reserva indígena do povo Yanomami em Roraima. A cura milagrosa do indígena, no momento em que a cura tradicional e a ciência médica só poderiam aguardar sua morte, foi fruto da fervorosa oração das Missionárias da Consolata, pedindo socorro ao seu fundador, Beato José Allamano, no primeiro dia da novena a ele dedicada”.

Foto: cnbbnorte1.blogspot.com

Segundo relata dom Evaristo Spengler, “o indígena Yanomami Sorino havia sido atacado por uma onça que feriu gravemente a sua cabeça, abrindo-lhe a caixa craniana. Era 7 de fevereiro de 1996, o primeiro dia da novena ao Bem-Aventurado Allamano. Socorrido pelas Missionárias da Consolata que trabalhavam na missão Catrimani e transportado para o Hospital de Boa Vista. As Missionárias ofereceram a novena nesta intenção e por intercessão do Pai Fundador, Sorino recuperou milagrosamente a saúde em poucos eses e ainda hoje vive em sua comunidade indígena”.

O texto lembra os passos dados ao longo do processo, primeiro em fase diocesana, relatando como ele foi realizado. Igualmente destaca que “o anúncio da canonização do Beato José Allamano é um momento de júbilo para a família Consolata, de consolidação da opção evangelizadora da Missão Catrimani, de confirmação da história de aliança da nossa Diocese de Roraima com os povos indígenas e motivo de bênçãos e esperanças para a nossa Diocese que celebra 300 anos de evangeli zação nessas terras de Macunaíma”.

Finalmente, o bispo de Roraima anunciou que “vamos constituir uma comissão em nossa Diocese, para bem celebrarmos o dom da fecundidade do anúncio do Evangelho entre nós, confirmado pelo milagre operado em nosso irmão Sorino, por intercessão do Beato, em breve Santo José Allamano”.

Foto e fonte: cnbbnorte1.blogspot.com

Rolar para cima
Rolar para cima