Diocese de Jundiaí ganha Instituto de Filosofia

Dom Vicente Costa presidiu, em 27 de fevereiro, a Missa de Instalação do Instituto de Filosofia “Pe. Eugênio Inverardi”, na Capela do Seminário Diocesano “Nossa Senhora do Desterro”. Estiveram presente padres do clero de Jundiaí que trabalham no seminário, entre eles, Pe. Venilton Calheiros, reitor do Núcleo Filosófico “Dom Joaquim Justino Carreira”, Pe. Joaquim Gonçalves da Cruz, reitor do Núcleo Propedêutico “Sagrada Família” e Pe. Francisco Carlos Caseiro Rossi, reitor do “Núcleo Teológico Dom Gabriel Paulino Bueno Couto”. Além dos seminaristas, padres e leigos que integram o corpo docente, assim como outros leigos profissionais que trabalham no Seminário estavam entre os convidados. Na ocasião, foram lidos e assinados o decreto e ata de instalação e feito o juramento dos professores.

A criação do Instituto foi idealizada pelo Bispo Diocesano, Dom Vicente Costa, e aprovada pelo Conselho de Presbíteros com o propósito de conferir excelência à formação intelectual do futuro clero da Diocese de Jundiaí, uma vez que, a graduação em Filosofia, feita antes da Teologia, é uma das etapas da preparação dos seminaristas, conforme previsto nos documentos eclesiais.

Ao final da Missa, todos foram em procissão até a sala onde acontecem as aulas, nas próprias dependências do Seminário, para a bênção de Dom Vicente. As aulas do Instituto começaram no dia 11 de fevereiro com a turma do primeiro ano. Até então, os seminaristas estudavam Filosofia na UNIFAI- Centro Universitário Assunção, em São Paulo.

Após a bênção da sala de aula, o Professor Dr. Daner Hornich, que também faz parte do corpo docente do Instituto Filosófico, ministrou a aula magma sobre a importância da filosofia.

Uma presença especial na Missa de Instalação do Seminário foi de Egídio Braggio, sobrinho de Pe. Eugênio Inverardi, por parte de mãe, que era irmã do presbítero. “É um honra ter esta homenagem ao meu tio que mercê muito. Ele era uma pessoa que, com suas palavras, nos trazia a paz. Eu fico muito feliz e satisfeito ao ver tudo isso”, emocionou-se.

40 anos de formação presbiteral

A Instalação do Instituto de Filosofia da Diocese de Jundiaí ocorre num momento especial para o Seminário Diocesano “Nossa Senhora do Desterro” que se prepara para celebrar 40 anos de fundação. Entre os vários momentos celebrativos que marcaram a inauguração do Seminário há quatro décadas, destaca-se a Solene Celebração Eucarística realizada na Igreja Nova Jerusalém, em 6 de janeiro de 1980, presidido pelo então núncio apostólico no Brasil, Dom Carmine Rocco.

Atualmente, 51 seminaristas estão em formação no Seminário Diocesano, sendo dois da Diocese de Registro.

Quem foi Pe. Eugênio Inverardi

Egídio Inverardi nasceu em 24 de abril de 1927. Ingressou na Sociedade do Divino Salvador (SDS) onde passou a ser chamado de Eugênio Inverardi. Fomouse em Filosofia, Teologia e era fluente em cinco idiomas além do português: latim, italiano, francês, inglês e alemão. Foi ordenado presbítero em Roma, no ano de 1953.

Em 1982 recebeu de Dom Gabriel Paulino Bueno Couto, primeiro bispo diocesano, a provisão de Diretor Espiritual e Professor do Seminário Nossa Senhora do Desterro.

Acolhido como Padre Diocesano por Dom Roberto Pinarello de Almeida, em 1986, foi nomeado Vigário Geral da Diocese de Jundiaí. Exerceu o ministério também como Vigário Paroquial nas Paróquias São José Operário, Nova Jerusalém, Nossa Senhora da Conceição, Nossa Senhora Mãe dos Homens e Santo Antônio de Pádua e Catedral Nossa Senhora do Desterro. Faleceu em 27 de outubro de 2007, aos 80 anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *