Diocese celebra a Missa dos Santos Óleos

Nesta Quarta-Feira Santa 17 de abril, Dom Vicente Costa, Bispo Diocesano, preside  na Catedral Nossa Senhora do Desterro, a Missa dos Santos Óleos, momento especial em que os presbíteros renovam as promessas sacerdotais pronunciadas no dia da ordenação, expressando a comunhão diocesana em torno do Mistério Pascal de Cristo, constituindo um momento forte de comunhão eclesial, de participação intensa das comunidades e de valorização dos sacramentos da vida da Igreja. É também chamada de “Missa da Unidade”,

Durante a celebração, serão abençoados os óleos que serão utilizados, no decorrer do ano, nos Sacramentos do Batismo, da Crisma, da Unção dos Enfermos e da Ordenação em todas as paróquias.

Todos são convidados!

Missa dos Santos Óleos

O Bispo deve ser considerado como o sumo sacerdote do seu rebanho. A Missa Crismal, que o Bispo concelebra com os presbíteros, e dentro da qual consagra o Santo Crisma e benze os outros óleos, é considerada uma das principais manifestações da plenitude do sacerdócio do Bispo e sinal da íntima união dos presbíteros com ele. Com efeito, é com o Santo Crisma consagrado pelo Bispo que os recém-batizados são ungidos e que os confirmandos na fé são marcados. Com o Óleo dos Catecúmenos são preparados e dispostos os catecúmenos para o Batismo. Por fim, com o Óleo dos Enfermos são aliviados os doentes nas suas enfermidades. A Liturgia cristã fez seu o costume do Antigo Testamento, em que os reis, os sacerdotes e os profetas eram ungidos com o Óleo da Consagração, pois eram figuras de Cristo, cujo nome significa “Ungido do Senhor”.

Do mesmo modo, com o Santo Crisma, também se mostra que os cristãos, inseridos pelo Batismo no Mistério Pascal de Cristo, mortos e sepultados com o Senhor e com Ele ressuscitados, se tornam participantes do seu sacerdócio real e profético, e, pela Confirmação, recebem a unção espiritual do Espírito Santo que lhes é dado. Com o Óleo dos Catecúmenos, é ampliado o efeito dos exorcismos, pois que os batizandos são fortalecidos para poderem renunciar ao demônio e ao pecado, antes de se aproximarem da fonte da vida e de nela renascerem. O Óleo dos Enfermos proporciona aos doentes o remédio para a alma e para o corpo, a fim de poderem suportar e superar com fortaleza os males e alcançarem o perdão dos pecados.

Fonte:liturgia.pt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *