19 de junho de 2021

Jundiaí /SP

Diácono Irvando tem morte confirmada

“A vida dos justos está nas mãos de Deus,
nenhum tormento os atingirá (Sb 3,1)”

 

Diácono estava internado para tratamento da Covid19.

A Diocese de Jundiaí, com profundo pesar, confirma a morte do Diácono Permanente Irvando Luiz Ferreira da Silva nesta quinta-feira, 27 de maio.

Vítima de complicações da Covid19, a morte cerebral havia sido decretada no início da tarde, mas o Diácono continuava sendo animado com ajuda de aparelhos.

Familiares, amigos e fiéis poderão se despedir do Diácono e se unir à família enlutada, especialmente à esposa Lúcia Aleixo da Silva, na Missa de corpo presente que está marcada para as 13h30, desta sexta-feira, na Arca da Aliança “Mãe da Divina Providência” (Arca da Aliança), da Paróquia Cristo Redentor, em Várzea Paulista.

O sepultamento do corpo ocorrerá às 15h, no Cemitério Municipal Nossa Senhora do Montenegro, à Avenida Dr. Nelson Vilaça, s/n. – Jardim do Lago, em Jundiaí.

Ordenado diácono da Igreja em 07 de dezembro de 2003, Irvando completaria 58 anos na próxima terça-feira, 2 de junho. Servia seu ministério na Paróquia Cristo Redentor, em Várzea Paulista, era coordenador diocesano da Comissão de Diáconos Permanentes e Juiz Auditor do Tribunal Eclesiástico.

O Bispo Diocesano, Dom Vicente Costa, lamentou a perda e destacou o importante trabalho de Irvando, sua dedicação e amor pela Igreja.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Rolar para cima