Conhecendo os candidatos a Deputado Estadual e Federal

Faltam poucos dias para as Eleições 2018, ocasião em que os brasileiros são convocados a irem às urnas para elegerem os novos governantes do País, sendo Presidente e Vice-Presidente, Governador e Vice-Governador, Senadores, Deputados Federais e Estaduais.

Visando conhecer as propostas e estabelecer o diálogo com a esfera pública, o Bispo Diocesano, Dom Vicente Costa, e a Ação Evangelizadora da Diocese de Jundiaí, sob a coordenação do Padre Leandro Megeto, abriram espaço para os candidatos a Deputados Federais e Estaduais, representantes das 11 cidades da Diocese, para se apresentarem durante dois encontros na Cúria Diocesana.

Cada candidato, por meio de sorteio, garantiu a oportunidade de responder a duas questões que foram previamente enviadas às suas assessorias. E para além dos encontros, os candidatos foram convidados a enviar, por escrito, as respostas dessas questões para serem publicadas no jornal diocesano O VERBO e site.

As perguntas feitas para os candidatos a Deputado Estadual foram:

1 – Qual o seu projeto  para Reforma da Segurança Pública e Educação?; 

2- Quais as iniciativas que tomará para melhorar a qualidade de vida das pessoas dos municípios que abrangem o território da Diocese de Jundiaí?

A seguir, o leitor confere as respostas dos candidatos, por ordem alfabética.

 

Candidatos a Deputado Estadual

 

Doutor Antônio de P. Pacheco (PR) 

Resposta 1

“Defendo a instalação de sistemas de monitoramento inteligentes e a criação de mais unidades de Delegacia da Mulher.

Na Educação, vou estimular a valorização dos professores, equipar as escolas, defender a ampliação do período integral”. 

Resposta 2

“Defenderei a abertura das portas do Hospital Regional e voltado à melhoria da qualidade de vida, defenderei a criação de Creches para Idosos e investimentos na instalação de parques e espaços esportivos” .  

Gustavo Martinelli (PSDB) 

Resposta 1

“Investir em equipes que auxiliem alunos com dificuldades de aprendizagem; Acabar com a aprovação automática. Emendas para a segurança e aparelhamento das GMs, PMs e Civil; Implantação de Câmeras de Monitoramento; Investimentos em melhorias na iluminação pública”. 

Resposta 2

“Integrar os Hospitais Regional e São Vicente; incluir o Hospital São Vicente no programa Santa Casa Sustentável; Apoiar as Comunidades Terapêuticas e Clínicas de Recuperação; Revitalização da Marginal do Rio Jundiaí; Articular a vinda do Programa BOM PRATO para Várzea Paulista”.

 

João Miguel (PMB) 

Resposta 1

“Defenderei melhores salários para os policiais e maior integração entre as polícias e as guardas municipais. Defenderei a redução da maioridade  penal para 16 anos. Lutarei para zerar a fila de espera de creches e por melhores salários para os professores”. 

Resposta 2

“Defenderei um melhor atendimento e rapidez na Saúde. Abertura das AMES aos finais de semana. Fiscalizarei para que tenhamos maior frota rodando, lutarei por projetos de moradias, buscarei parcerias com entidades para realizar muitas obras pelo estado”.

 

Paloma Soares (PSOL)

Resposta 1

 Lutarei radicalmente por concursos públicos para preencher vagas nas delegacias que hoje são ocupadas por GMs. É preciso urgentemente investir em Inteligência e tecnologia, sem isso os crimes não são desvendados. Precisamos valorizar e dar formação continuada para  os servidores da segurança pública. É necessário uma outra política de combate às drogas. Sobre a educação, precisamos incentivar e fortalecer os Conselhos Escolares da creche ao ensino médio. Proponho reduzir o número de alunos por sala de aula e valorizar todos os profissionais que constroem o ambiente escolar. Sou a favor que permaneçam todas as disciplinas do ensino médio e que permaneçam as escolas técnicas. Eu defendo outro modelo de creche. 

Resposta 2

Como deputada estadual eu me comprometo a revogar esse Projeto de Lei 920 pois com investimentos congelados não há como promover a segurança pública,  educação, cultura,  saúde.

Meu mandato será educativo e coletivo. Proponho conselhos populares, pois a sociedade deve ser consultada sempre e a deputada deve informar sua base das decisões  e projetos da Assembleia Legislativa do Estado der São Paulo.

 

Pedro Bigardi (PDT)

Resposta 1

 “Aumento de efetivo e salário das Polícias; Monitoramento de ruas; Controle de Armas; Valorização salarial dos professores; Melhoria das escolas, Educação Inclusiva; Ensino Integral”. 

Resposta 2

“Emendas para Entidades Assistenciais e Filantrópicas; implantação do novo IML, funcionamento do Hospital Regional; lutar pela inclusão do Hospital São Vicente no Progr. Santas Casas Sustentáveis”.

Rafael Purgato (PCdoB)

Resposta 1

Na educação é fundamental que o professor seja melhor valorizado em SP, com salário e contratação dignos. A estrutura das escolas precisa ser melhorada e modernizada. O projeto pedagógico precisa ter mais autonomia, para que a equipe escolar possa definir as estratégias de ensino e aprendizagem mais adequadas ao bom desenvolvimento do trabalho.

Em relação à segurança, precisamos ter mais cidadania e oportunidades de acesso à educação, saúde, emprego e moradia digna às pessoas. E focar na prevenção e seriedade no combate ao crime organizado, com valorização dos policiais, federalização do combate às organizações criminosas, reformulação da política antidrogas e aperfeiçoamento das funções e tecnologias das policias.

Resposta 2

Defenderei os trabalhadores para que nenhum direito seja retirado e para que possamos avançar em conquistas sociais. Contribuirei para a retomada do crescimento econômico da região de Jundiaí. Outro ponto para alavancar o desenvolvimento da região é o investimento em pesquisas e produção de conhecimento. Como deputado estadual lutarei pela expansão das universidades públicas estaduais, contemplando a região de Jundiaí.

 

Rogério Souza (NOVO) 

Resposta 1

Muito mais do que o enfrentamento com criminosos – trabalhar para acabar com a impunidade e as regalias dos políticos. O incentivo de ações com atividades esportivas e culturais a fim de resguardar o jovem do assédio de criminosos”.

 Resposta 2

“Melhorar o ensino Básico, aumentar o número de vagas nas creches e melhoria do salário dos professores. A Educação como ferramenta fundamental não apenas para desenvolver a economia e o bem-estar social de todos, mas principalmente para tornar o país um lugar seguro, uma importante ferramenta de combate à violência”.

 

Candidatos a Deputado Federal

Da mesma forma, as perguntas formuladas para os candidatos a Deputado Federal foram:

1- Qual sua posição a respeito das Reformas Trabalhista e Previdenciária?;

2- Qual seu projeto a respeito das Reformas da Saúde e Educação?

Edney Duarte Jr. (NOVO) 

Resposta 1

“Minha principal proposta é a respeito da Reforma Previdenciária tão necessária e importante para o país. Criação de um regime jurídico único de previdência. A previdência social só será justa e equilibrada quando os brasileiros estiverem sob as mesmas regras”.

Resposta 2

“Valorizar o professor, sua carreira e aperfeiçoamento. Educação básica em período integral, a Educação média profissionalizante preparando os jovens para profissões do futuro. Na Saúde, vou combater a corrupção e o desperdício, trazendo eficiência na gestão”.

 

Gerson Sartori (PDT)  

Resposta 1

 “Um dos meus principais objetivos como deputado é trabalhar pela revogação da Reforma Trabalhista.

Sobre a Previdência, a primeira coisa é cobrar os grandes devedores e cortar privilégios”.

Resposta 2

“Revogar a PEC do teto, que congelou os recursos e, paralelamente, investir no ensino técnico profissionalizante, tornando as escolas mais atrativas.

Saúde preventiva com foco em especialistas e postos de saúde”. 

Marcelo Gastaldo (PTB)

Resposta 1

 

A reforma trabalhista da forma como foi proposta torna a relação capital e trabalho desigual, havendo precarização do trabalho.  Portanto mais do que adequar a legislação trabalhista é necessário preparar o país para as mudanças. O diálogo com os trabalhadores e empregadores tem que existir diante de um cenário novo que se avizinha.

Previdência.  É necessário um redirecionamento da administração pública para garantir os serviços e amparo para os que mais precisam com recursos de origem específica. Temos que trabalhar para fortalecer o sistema, com política fiscal enérgica  e transparência

 

Resposta 2 

 Através dos conselhos municipais, regionais, estaduais e o Conselho Nacional de Saúde é necessário um trabalho de conscientização da população através da comunicação com envolvimento de todos os setores… A valorização dos profissionais da saúde deve ser prioridade possibilitando o permanente aprimoramento profissional. 

Educação: A primeira escola é a Família.  O estado tomou para si a responsabilidade de educar e formar por conta da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.  É direito da criança a educação Creche, Jardim, Fundamental, Médio técnico. O conteúdo e a forma estão sendo aplicados da maneira pedagógica correta? 

 

Mércia Falcini (PODEMOS) 

Resposta 1

 “Sou a favor da Reforma Trabalhista. Acredito que traga mais segurança jurídica e promova a produtividade. É importante a flexibilidade das relações trabalhistas. O aumento das despesas do governo e envelhecimento da população torna urgente as mudanças”.

 

Resposta 2

“Educação básica de qualidade na primeira infância; Valorização salarial, reforma na formação, ampliação da carga horária das disciplinas práticas dos professores.

Na Saúde, defendo projetos voltados a transformação e qualificação”. 

 

Padre Silvio Andrei (PR)

 

Resposta 1

“A Reforma Trabalhista deve ser revista em pontos que violam a Constituição. A Reforma Previdenciária impactará na aposentadoria. A Previdência Social é um direito fundamental, cujas alterações em prol do equilíbrio do sistema devem ser ponderadas”.

Resposta 2

“As propostas para a área da saúde podem ser resumidas em três :

Fortalecer a agenda global da saúde; Fortalecer o Programa de Saúde da Família; viabilizar a construção de um Hospital Regional na região Oeste “Barueri”.

 

Sulinar José de Oliveira (AVANTE) 

Resposta 1

“Alguns pontos da Reforma Trabalhista precisam ser revistos. Penso que é necessário ouvir os trabalhadores. A Reformada da Previdência deve passar por um plebiscito e por conselhos. Mas ela é necessária”.

 

Resposta 2

“É dever do Governo Federal dar condições às cidades, por meio de repasses de verba, para que tenham hospitais, facilitando o atendimento e a locomoção.

Educadores com salários dignos ensinam com mais amor e dedicação. Defendo o ensino em tempo integral”.

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *