3 de dezembro de 2020

Jundiaí /SP

Clero Diocesano se reúne para a Missa do Crisma

Na manhã de 22 de outubro, quinta-feira, Dom Vicente Costa se reuniu com todo o clero diocesano no Centro de Evangelização Arca da Aliança “Mãe da Divina Providência” (Paróquia Cristo Redentor, cidade de Várzea Paulista) para a Missa do Crisma.

Esta celebração deveria ter ocorrido na quarta-feira da Semana Santa, em 8 de abril, mas por conta da pandemia de Covid-19, ela foi adiada para o momento em que pudesse ser celebrada com a presença do clero.

Seguindo todos os protocolos sanitários de higiene e distanciamento, além do clero, também estavam presentes seminaristas do Seminário Diocesano Nossa Senhora do Desterro e fiéis, de acordo com o limite de pessoas em ambientes fechados, conforme estabelecido por Decreto Municipal. A Pascom da Paróquia Cristo Redentor coordenou a transmissão ao vivo da celebração que pôde ser acompanhada pelas redes sociais da própria paróquia e também da Diocese de Jundiaí.

Como sempre, a Providência Divina atuou no meio do povo e a Missa do Crisma foi celebrada no dia em que a Igreja recorda a memória de São João Paulo II, um detalhe importante, já que, nesta celebração, os presbíteros renovam as promessas sacerdotais feitas no dia da ordenação.

“Vamos agradecer ao Senhor porque ele fez de nós, particularmente nós sacerdotes, os seus ministros para perpetuar o seu sacerdócio em favor da humanidade. Nós, presbíteros, sacerdotes que fomos marcados por um sinal indelével no coração, para que possamos, a partir da ordenação presbiteral, continuarmos a sermos presença viva do Senhor no meio de seu povo”, foi o convite inicial de Dom Vicente.

Na pessoa do Bispo, a Igreja faz três perguntas aos presbíteros:

Primeira, se querem reavivar as palavras que deram a Deus e à Igreja no dia da ordenação; segunda, se querem se unir e se configurar a Cristo, movidos por amor a Ele, já que Jesus deve ser o centro da vida e do ministério sacerdotal; e terceiro, se os padres querem continuar a serem administradores, dispensadores dos mistérios de Deus em favor dos homens, movidos apenas pelo amor pastoral ao povo de Deus.

Neste momento, apenas os presbíteros se colocam de pé, renovando o “sim” ao chamado de Deus, diante de todo o povo.

Santos Óleos

Outro momento importante desta celebração é a benção e consagração dos Santos Óleos usados nos sacramentos. O Bispo Diocesano explicou o significado de cada um deles:

“É abençoado do Óleo dos Catecúmenos: nós recebemos esta unção antes de receber o Batismo, porque o Senhor sempre nos precede, porque o Senhor sempre se aproxima de nós antes de sermos batizados e, a partir do Batismo, iniciamos um caminho no qual não podemos perder essa sede por Deus e o amor a Jesus e sua Igreja.

É abençoado também o óleo usado na Unção dos Enfermos: Jesus, na vida Dele, sempre privilegiou a cura dos enfermos para que nós, ministros de Deus, possamos também curar as pessoas, as pessoas de coração despedaçados, as pessoas que ungidas por este Óleo dos Enfermos, possam receber o perdão de suas faltas e também a recuperação de sua saúde ou prepará-las para o encontro com o Pai Eterno.

E, por fim, todo o clero consagra o Óleo do Crisma, o Óleo da Alegria, o Óleo da Consagração, o Óleo da Unção que nos lembra que todos nós somos ungidos para fazermos parte de uma Igreja sacerdotal, não apenas nós ministros, mas toda a Igreja. Que toda a Igreja, povo sacerdotal, possa cada vez mais exalar o perfume desta unção”.

40 anos do Seminário Diocesano

O Seminário Diocesano Nossa Senhora do Desterro celebra 40 anos de fundação em 2020. Uma grande festa havia sido programada, mas as comemorações precisaram ser adaptadas para o contexto deste ano. Ao final da Missa do Crisma, os padres e seminaristas homenagearem o Seminário e também foram homenageados por fazer parte desta história que começou em 6 de janeiro de 1980.

Padre Márcio Odair Ramos, Reitor do Núcleo Teológico “Dom Gabriel Paulino Bueno Couto”, leu um breve histórico do Seminário e em seguida, todos puderam assistir um vídeo preparado pelos seminaristas, onde foram apresentados os 97 sacerdotes ordenados ao longo destas quatro décadas.

Na Arca da Aliança também havia uma exposição com fotos e fatos históricos sobre o Seminários Diocesano, preparado pelo padre Venilton Calheiros, Reitor do Núcleo Filosófico “Dom Joaquim Justino Carreira”.

Colaboração com fotos: Pascom Paróquia Cristo Redentor

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Rolar para cima