22 de junho de 2024

Jundiaí /SP

Pesquisar

Celebrando com vinho!

A Diocese de Jundiaí viveu uma manhã de festa nesta sexta-feira, dia 30 de junho, por ocasião da cerimônia de concessão do Reconhecimento do termo Canônico para o “Vinho Rosê Suave”, produzido pela Vinícola Maziero, de Jundiaí.

A autorização foi assinada por Dom Arnaldo Carvalheiro Neto, Bispo Diocesano, e foi concedida após pedido da empresa, seguido de um período de avaliação e cumprimento das regras, critérios e condições exigidas pela Igreja Católica terem sido atendidas integralmente.

Dom Arnaldo destacou que o vinho é símbolo da vida, da alegria e de festa. “O vinho simboliza a presença do reino de Deus no meio de nós”, disse. O Bispo fez ainda uma breve homenagem à família Maziero, que faz história em Jundiaí.

O momento festivo reuniu Clemente Natal Maziero, atual administrador da Vinícola, e seus familiares, vários presbíteros diocesanos, convidados e os colaboradores da Cúria Diocesana, no Anfiteatro Pio XII da Cúria Diocesana.

O vinho Canônico, também conhecido como vinho litúrgico ou vinho de Missa, é um vinho produzido e usado pelos padres nas Missas católicas, durante a celebração do Sacramento da Eucaristia. A bebida se diferencia por ser rosada, licorosa, doce e produzida com pouco ou nenhum conservante. Sua graduação alcoólica é alta, entre 16º e 18º, adquirida por meio de um longo processo de fermentação. A grande concentração de açúcar e de álcool contribui para a conservação do produto, que é consumido lentamente.

A Vinícola Maziero foi fundada há mais de 60 anos e ficou conhecida em todo o Brasil por ter sido escolhida para produzir o vinho para a missa celebrada pelo Papa Bento XVI, em sua vinda ao Brasil em 2007. E, em 2013, desta vez para o Papa Francisco, durante sua passagem pelo Santuário Nacional de Aparecida, após participar da Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro.

Confira matéria completa na próxima Revista O VERBO.

 

 

 

 

Rolar para cima
Rolar para cima