25 de setembro de 2021

Jundiaí /SP

Cáritas Diocesana apresenta os critérios para aprovação de Projetos Sociais com recursos do FDS

  “Cristo é a nossa paz: do que era dividido, fez uma unidade” (Ef. 2.14).

Os projetos devem ser apresentados conforme roteiro disponível no site da Cáritas Diocesana de Jundiaí – www.caritas.dj.org.br /fds

O prazo para envio de projetos será até 30 de setembro de 2021 por e-mail [email protected]

Visando tornar a Coleta da Solidariedade, eficaz instrumento de solidariedade, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) criou o Fundo Nacional de Solidariedade (FNS), composto com 40% da coleta nacional da Campanha da Fraternidade. Os 60% restantes dos recursos financeiros coletado compõem o Fundo Diocesano de Solidariedade (FDS), constituído na Diocese de Jundiaí por Dom Vicente Costa. Nestes 10 anos o Fundo Diocesano de Solidariedade contemplou mais de 134 projetos sociais, atendendo entidades beneficentes, pastorais sociais e comunidades paroquiais.

Neste ano de 2021 a Coleta da Solidariedade na Diocese de Jundiaí arrecadou R$ 86.777,27. Deste total, 60%, correspondem a R$ 52.066,36, serão utilizados para constituir o (FDS) tendo por objetivo subsidiar projetos locais de enfrentamento da miséria e da exclusão social, atendimento a emergências sociais e a implementação das ações da Campanha da Fraternidade.

Os projetos apresentados à Cáritas Diocesana de Jundiaí devem estar em sintonia com o objetivo Geral da Campanha da Fraternidade 2021Fraternidade e Diálogo,   compromisso de amor:  “Através do diálogo amoroso e do testemunho da unidade na diversidade, inspirados e inspiradas no amor de Cristo, convidar comunidades de fé e pessoas de boa vontade para pensar, avaliar e identificar caminhos para a superação das polarizações e das violências que marcam o mundo atual” e, devem ter o cunho essencialmente social.

Excepcionalmente neste ano de 2021 e seguindo as diretrizes do Fundo Nacional de Solidariedade administrado pela CNBB e, considerando-se a pandemia causada pelo Novo Coronavírus e as consequências econômicas, bem como o risco de não se obter valores que permitam ampliar o espectro de acolhimento do FNS, os três eixos determinantes para o atendimento dos projetos ligam-se diretamente a questões emergenciais ligadas à segurança alimentar e à prevenção da pandemia.

Os projetos devem ser apresentados conforme roteiro disponível no site da Cáritas Diocesana de Jundiaí – www.caritas.dj.org.br /fds

O prazo para envio de projetos será até 30 de setembro de 2021 por e-mail [email protected]

 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Rolar para cima