15 de agosto de 2022

Jundiaí /SP

12 anos do episcopado de Dom Vicente: hora de agradecer!

O Teatro Polytheama foi palco de homenagem da cidade e da Diocese de Jundiaí ao Bispo Dom Vicente Costa, em reconhecimento pela dedicação e pelos serviços prestados nos últimos 12 anos. Dom Vicente Costa teve seu pedido de renúncia por idade aceito pelo Papa Francisco, em 15 de junho passado, tornando-se a partir desta data Bispo emérito da Diocese de Jundiaí.

O evento, que aconteceu na noite desta terça-feira, 2 de agosto, reuniu cerca de mil pessoas entre autoridades civis como o Prefeito de Jundiaí, Fernando Machado e a primeira -dama Vanessa Machado, o vice-prefeito Gustavo Martinelli, o presidente da Câmara, Faouaz Taha, o Prefeito de Várzea Paulista, Rodolfo Wilson Rodrigues Braga, o Vice-prefeito de Itupeva, Alexandre Mustafa, a vice-prefeita de Santa de Parnaíba, Rosália Dantas, o representante do Prefeito de Itu, Olavo Volpato, gestores e vereadores de Jundiaí.

A cerimônia iniciou com a apresentação da Banda São João Batista, com a música “Nossa Senhora”, de autoria de Roberto e Erasmo Carlos.

O padre Leandro Megeto leu uma breve biografia de Dom Vicente, que nascido na Ilha de Malta, há 55 anos fez do Brasil a sua casa, a sua pátria.

O presbítero também destacou os feitos de Dom Vicente à frente da Diocese de Jundiaí que, na sequência, foram ilustrados por uma retrospectiva em vídeo, produzida pelo Setor de Comunicação da Diocese de Jundiaí (confira no link abaixo). Nestes 12 anos do governo episcopal de Dom Vicente à frente da Diocese de Jundiaí, o Bispo procurou viver o lema que assumiu ao ser ordenado Bispo: “Fazei tudo o que Ele vos disser” (Jo 2,5) e todos nós presenciamos e experimentamos seu grande amor pelo reino.

 

 

A cerimônia contou com músicas, depoimentos e agradecimentos como a mensagem enviada pelo Arcebispo de Sorocaba, Dom Júlio Endi Arkamine, entre outros testemunhos de bispos e amigos. A surpresa, que em muito emocionou o homenageado, ficou por conta da mensagem enviada pelos irmãos de Dom Vicente, Helena e Charles, que residem em Malta.

Em nome dos fiéis leigos diocesanos, falou Adriana Gonçalves, secretaria do Bispado. “ Como um bom pastor, Dom Vicente fez renascer o fogo do Espírito Santo no coração de cada um dos agentes de pastorais; para os funcionários da cúria é um Bispo sorriso, trouxe leveza no tratamento conosco, deu-nos grandes momentos de espiritualidade, promovendo retiros para os funcionários da cúria, das paróquias, e das casas paroquiais e, sempre presente conosco, fez diferença, valorizando e formando laços com as pessoas e funcionários”.

Para a comemoração, além da Banda São João Batista, se apresentaram o tenor Maurício Almeida e o pianista Thiago Lourenço.

O Padre Sílvio Andrei Rodrigues representou o clero diocesano. O presbítero destacou o amor de “pai” que Dom Vicente tem para com os padres, diáconos, seminaristas. “Eu digo para vários padres amigos meus de outras dioceses, Dom Vicente, que o senhor gosta de ver seus padres felizes. O senhor faz de tudo pra que a gente fique bem, pra que a gente fique feliz na missão que Deus confia pra gente através do seu ministério episcopal. O senhor é o homem da misericórdia e, de muitas coisas que eu já li sobre a misericórdia, uma das que eu mais gostei, e penso que combina muito com o senhor, é que misericórdia é o amor que não se cansa de amar. É assim que o senhor se relaciona conosco: o senhor não se cansa de amar”.

Emocionado, Dom Vicente, acostumado a resumir suas reflexões em três palavrinhas, declarou: “Posso resumir meus sentimentos em uma palavra: gratidão. Ação de graças. Como não lembrar o que dizia São Paulo na Primeira Carta aos Coríntios, capítulo 15, versículo 10: ‘Sou o que sou pela graça de Deus’. Agradeço humildemente, na minha simplicidade, o bom Deus que permitiu que eu fizesse maravilhas em Seu nome”.

O Bispo também confirmou o seu amor por Jundiaí ao informar que, após este tempo do exercício de seu ministério nesta Diocese, escolheu Jundiaí para viver. “Pretendo ficar por aqui !”, completou.

O Prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado, falou em nome das autoridades constituídas presentes e resumiu o sentimento de gratidão de todos que, ao longo desses 12 anos, conviveram com Dom Vicente:  “A boa cidade não é construída, necessariamente, pelos seus políticos; a boa cidade não é construída individualmente por nenhuma autoridade; a boa cidade é construída por todos nós, então todos nós da Diocese de Jundiaí, independente de qual seja a religião, tem gratidão pelo comportamento de Dom Vicente, porque Dom Vicente é alguém que tem o espírito da conciliação, é alguém que preza pelo diálogo e, no tempo que esteve a frente desta Diocese, viveu a sua experiência com verdade, viveu efetivamente a experiência de que ele fala. Então, pra nós, é muito importante, na noite de hoje, em nome da nossa comunidade jundiaiense, em nome da nossa cidade, dizer o nosso muito obrigado”.

O Prefeito Luiz Fernando entregou uma placa de homenagem e agradecimento da cidade de Jundiaí a Dom Vicente.

A homenagem terminou com a mensagem do Bispo nomeado para a Diocese de Jundiaí, Dom Arnaldo Carvalheiro Neto, seguida de bênção.

No final, a plateia entoou o Hino da Padroeira da cidade e da Diocese de Jundiaí, Nossa Senhora do Desterro.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Rolar para cima