30 de julho de 2021

Jundiaí /SP

PROTOCOLO SANITÁRIO Nº 01 – Missas não presenciais e com a distribuição da Sagrada Comunhão Eucarística

Jundiaí − SP, 08 de junho de 2020.

Prot.: 153

Liv.:  20

Pág.: 42

PROTOCOLO SANITÁRIO Nº 01 

Missas não presenciais (apenas online) e com a distribuição da Sagrada Comunhão Eucarística

Os Párocos, tendo consultado os Conselhos Paroquiais da Ação Evangelizadora e de Economia e Administração de suas Paróquias, se julgarem mais prudente e levando em conta a realidade de sua cidade no contexto do enfrentamento da COVID-19, poderão adotar este presente Protocolo a partir da Solenidade de Corpus Christi, no próximo dia 11 de junho de 2020.

  1. Que as transmissões das Missas continuem contando com o auxílio de no máximo 10 (dez) pessoas;
  2. Que todos os envolvidos nesta celebração mantenham a distância de 2 (dois) metros uns dos outros, usem máscaras e higienizem constantemente as mãos com álcool em gel 70% (setenta por cento), disponibilizado pelas Paróquias;
  3. Que nos locais usados para as transmissões, as Paróquias se comprometam a desinfetar com álcool 70% (setenta por cento) os locais, objetos e vasos sagrados utilizados na celebração e outros frequentemente tocados como: maçanetas, interruptores, janelas, instrumentos musicais, microfones, computadores, celulares e câmeras, corrimões e outros;
  4. Que seja permitido aos fiéis receber a comunhão eucarística sacramental, logo após as Missas transmitidas ao vivo pelas Paróquias ou pelas redes de televisão. A Paróquia organizará um plantão com os Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística, no período máximo de apenas duas horas após o término da celebração, para que os fiéis possam ir até a igreja (Matrizes e Comunidades [Capelas]) e receberem a Sagrada Comunhão no interior dos templos ou em outro espaço preparado para o acolhimento dos fiéis;
  5. Que a Sagrada Comunhão não seja distribuída diretamente aos fiéis em seus veículos (sistema Drive Thru);
  6. Que não haja, de forma alguma, aglomerações ao redor das igrejas. Caberá aos Párocos a organização da melhor forma de realizar a distribuição da Sagrada Comunhão, respeitando o distanciamento de 2 (dois) metros entre um fiel e outro e as demais normas sanitárias;
  7. Que haja o compromisso de conscientizar os fiéis das Paróquias de que as pessoas com mais de 60 (sessenta) anos e vulneráveis não precisam ir às igrejas para receberem a comunhão sacramental nesta fase.

De nossa parte, nos comprometemos a reavaliar frequentemente essa nossa proposta sempre que a necessidade do isolamento social e a propagação da COVID-19 exigirem a tomada de outras medidas da parte dos Comitês Municipais de enfrentamento ao coronavírus.

 

Dom Vicente Costa 
Bispo Diocesano

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

CÚRIA DIOCESANA
DE JUNDIAÍ

Rolar para cima