Paróquia comemora o dia do patrono dos Ministros Extraordinários da Eucaristia

Os Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão das comunidades da Paróquia de São João Batista, de Itu, se reuniram no dia 3 de outubro para uma missa em ação de graças pelo recém-canonizado patrono dos Ministros brasileiros, São Mateus Moreira.

A iniciativa foi do pároco, Padre Cesar Freitas Paiva, que lembrou na homilia que São Mateus Moreira foi martirizado há 370 anos numa capelinha em Uruaçu, onde fica hoje o município de São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte, coincidentemente o estado natal do Padre Cesar.

Diante da reação e dos pedidos dos ministros presentes e não só da comunidade paroquial, a missa no dia da memória litúrgica de São Mateus Moreira foi incluída no calendário da paróquia e será repetida nos próximos anos. São Mateus Moreira, beatificado pelo Papa João Paulo II no ano 2000, foi escolhido patrono dos Ministros Extraordinários brasileiros da Eucaristia na 42ª assembleia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a escolha foi referendada pela Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos. E foi canonizado pelo Para Francisco em outubro de 2017.

Em sua homilia, o padre Cesar lembrou que no século XVII, sob comando de Maurício de Nassau, os holandeses invadiram o Nordeste brasileiro, tentaram forçar os brasileiros a abjurarem o Catolicismo e abraçarem o Calvinismo e 150 fiéis, que se recusaram, foram assassinados em dois massacres, em Cunhau e em Uruaçu. Mateus Moreira assistia uma missa oficiada na capelinha de Uruaçu quando um dos invasores, Jacob Rabbi, que era casado com uma índia, irrompeu no local acompanhado de índios tapuias e janduís e matou todos os presentes. Mateus Moreira foi morto de forma extremamente cruel, pois suas costas foram abertas a golpes de facão e pelo imenso ferimento foi arrancado seu coração, e ele morreu dizendo: Louvado seja o Santíssimo Sacramento.

 

Colaboração: Pascom da Paróquia São João Batista

Foto: João Malagola

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *