Dons do Espírito Santo (II): Fortaleza

“Deus não nos deu um espírito de medo, mas um espírito de fortaleza” (cf. I Tm 1,7). Com estas palavras o Apóstolo das Gentes exorta o Bispo Timóteo a não se envergonhar do nome do Senhor Jesus Cristo. Devemos, pois, manifestar este amor, que não é uma ideia ou teoria filosófica, mas uma Pessoa: Jesus Cristo, Filho de Deus e da Virgem Maria, que, com sua morte de cruz nos deu uma nova vida no Espírito Santo, a fim de que estejamos sempre prontos e munidos de armas espirituais no combate, de modo que possamos “resistir às insídias do diabo” (cf. Ef 6,10).

A Fortaleza é um dos sete dons do Espírito Santo que, nas palavras do Catecismo da Igreja Católica, é “a virtude moral que dá segurança nas dificuldades, firmeza e constância na procura do bem” (cf. CIC 1808). Assim, quando somos tentados a desesperar diante das tribulações e tempestades desta vida, o Espírito Santo vem em socorro da nossa fraqueza com o dom da Fortaleza, conduzindo-nos à perseverança no bem e na verdade, sustentando-nos com a sua graça santificante e conservando em nós a retidão dos filhos e filhas de Deus.

É certo que a vida do cristão, que é uma batalha espiritual contra os poderes infernais, deve ser necessariamente, em algum grau, uma vida heroica, pois nela se manifesta a vitória sobre os nossos próprios defeitos e limitações em vista de uma plena configuração com a pessoa de nosso Senhor Jesus Cristo. “Um cristão sem oração é como um soldado sem armas”, dizia São Josemaria Escrivá quando ensinava que o dom da Fortaleza precisa ser exercitado constantemente através da oração, na qual nos tornamos íntimos de Deus e, portanto, nutridos com a Sua graça que nos faz perseverar, ainda que isso nos custe calúnias, humilhações, e até a própria morte, por causa do nome do Senhor Jesus.

A Fortaleza do Espírito Santo nos faz permanecer “calmos e resolutos no meio das cruzes, trabalhos e decepções da vida” (cf. Catena Legionis – Oração Final), pois podemos ter a firme certeza de que a vitória que se dá em nossas vidas não é nossa, mas de Deus mesmo.

 A Fortaleza do Espírito concede aos fiéis uma intrepidez na fé, de forma que já não se teme nenhuma contrariedade que se apresente no exercício da missão de anunciar ao mundo a Ressurreição do Senhor Jesus, nem mesmo a morte, pois existe em nós a plena esperança – que “não decepciona, porque o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado” (cf. Rm 5,5).

A Fortaleza do Espírito nos faz, a exemplo de Maria Santíssima, permanecer de pé (cf. Jo 19,25) frente às maiores dores e sofrimentos da vida, mesmo quando tudo parece ter perdido o sentido e a esperança, pois no coração fiel arde aquele fogo abrasador de Deus que nos sustenta e anima a carregar continuamente a nossa cruz (cf. Mt 16,24), unicamente na busca da maior honra e glória de Deus que permite ser chamado de Pai.

Portanto, tendo já recebido todos os dons do Espírito Santo em plenitude quando a Igreja, na pessoa do Bispo, impôs as mãos sobre nós e concedeu-nos a efusão do Espírito, somos chamados a tomar consciência de tamanha graça que trazemos em vasos de barro (cf. II Cor 4,7) e colocar-nos como exército em ordem de batalha (cf. Ct 6,4), anunciando a todo tempo e em todo lugar que Jesus é o Senhor das nossas vidas, nossas famílias e cidades, e que todos somos chamados por Deus para formar na Igreja  “uma raça eleita, um sacerdócio real, uma nação santa, o povo que ele conquistou” (cf. I Pd 2,9) e que proclama sem cessar as grandes maravilhas que ele continua a realizar em favor de seu povo.

Seminarista Jean Carlo Cambuim

One comment

  1. Dons do Espírito Santo;
    Caros do Verbo da comunicação da fé,
    Que Nosso Senhor Jesus Cristo nos conceda hoje e sempre vocações ao bem comum e da Igreja com abundancia, fazendo que nos corações reine a paz e o amor que torna capazes as pessoas de se comunicarem das Palavras que são para nós vida e eterna.

    Foi muito bom já nas primeiras horas desta manhã de sexta-feira 13.09.2019, tomar deste alimento.
    Graças, e um fim de semana na benção do Senhor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *