19 de maio de 2024

Jundiaí /SP

Pesquisar

Diocese de Jundiaí sedia encontro da Comissão Sociotransformadora do Regional Sul 1 da CNBB

Encontro aconteceu na Casa das Irmãs Agostinianas, em Jundiaí.

A Diocese de Jundiaí sediou o Encontro da Comissão Sociotransformadora do Regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), realizado nos dias 27 e 28 de abril, na Casa das Irmãs Agostinianas, situada no bairro Colônia, em Jundiaí, SP. O evento contou com a participação de bispos referenciais, assessores, coordenadores e representantes de diversas pastorais sociais.

Entre os presentes estavam os bispos: Dom Arnaldo Carvalheiro Neto, anfitrião e bispo de Jundiaí; Dom José Benedito Cardoso, Bispo de Catanduva; Dom José Reginaldo Andrietta, Bispo de Jales; e Dom Manoel Ferreira dos Santos, Bispo de Registro e assessor do encontro.

 

O encontro foi iniciado por Dom Manoel, que fez uma apresentação sobre a Encíclica Fratelli tutti – sobre a fraternidade e a amizade social, do Papa Francisco. Durante sua exposição, ele questionou os participantes sobre os obstáculos que impedem a vivência da fraternidade universal. Destacou a crítica à prevalência do individualismo na sociedade contemporânea, alertando para que tal mentalidade não se estabeleça dentro da Igreja. Dom Manoel ressaltou a importância de trabalhar em conjunto, respeitando e valorizando as diferenças, enfatizando que o caminho para a paz social não busca a homogeneização, mas sim o encontro e a colaboração mútua. “O percurso para a paz, segundo Francisco, não implica em homogeneizar a sociedade, mas trabalhar juntos mesmo e com as diferenças. A construção da paz social nunca está terminada, mas não vamos desanimar, e sim persistir na labuta por favorecer a cultura do encontro”, destacou Dom Manoel.

 

Dom Manoel Ferreira dos Santos explanou sobre a Encíclica Fratelli tutti, do Papa Francisco

 

 

 

Ao acolher os participantes, Dom Arnaldo incentivou a busca por ações concretas, convidando os presentes a refletirem sobre sua responsabilidade individual e como Igreja nesse processo.

Ainda no sábado, Padre Leandro Megeto, do clero de Jundiaí e secretário executivo do Regional Sul 1 da CNBB, conduziu os trabalhos em grupos que foram centrados na seguinte questão:

Padre Leandro Megeto

“Como podemos ajudar as nossas pastorais para que vivam integralmente a Fratelli Tutti do Papa Francisco?”. Ele enfatizou a importância da escuta ativa e da síntese para evitar dispersão de ideias e manter o foco nos objetivos comuns, adotando uma metodologia semelhante à proposta do Sínodo.

Dom Vicente Costa, Bispo Emérito de Jundiaí, fez uma passagem pela Casa das Irmãs Agostinianas, durante o encontro, para uma saudação e momento de confraternização.

 

 

 

 

Articulação das Pastorais Sociais

A Comissão para a Ação Sociotransformadora tem como objetivo fortalecer a participação da Igreja na construção de uma sociedade justa e solidária, em conformidade com o Evangelho e a Doutrina Social da Igreja. O encontro em Jundiaí foi uma oportunidade para colaboração conjunta, visando a elaboração de propostas de ação e um calendário unificado, em consonância com as Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil.

Dentro da Comissão do Sul 1, estão articuladas diversas pastorais, como Justiça e Paz, Pastoral da Terra, Pastoral Afrobrasileira, Pastoral Carcerária, Pastoral da Criança, Pastoral da Ecologia Integral, Pastoral Fé e Política, Pastoral Indigenista, Pastoral do Menor, Pastoral do Mundo do Trabalho, Pastoral da Saúde, Pastoral da Sobriedade, Serviço Pastoral dos Migrantes, Semana Social Brasileira, Grito dos Excluídos, Comunidades Eclesiais de Base, Pastoral da Mulher Marginalizada e Pastoral da Moradia e Favela.

Rolar para cima
Rolar para cima