22 de maio de 2024

Jundiaí /SP

Pesquisar

Monsenhor Melchor José Sanchez é nomeado para a causa de Dom Helder

Nomeado relator para acompanhar a elaboração da “Positio” para o Processo de Beatificação e Canonização de Dom Helder Câmara

 

O administrador apostólico da Arquidiocese de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, recebeu na manhã da última sexta-feira, 7 de junho,  notícia enviada, de Roma, pelo frade capuchinho Jociel Gomes, sobre o andamento da causa de beatificação e canonização de Dom Helder Câmara.

Em mensagem ao bispo, frei Jociel informou que o Dicastério das Causas dos Santos nomeou o relator que acompanhará a elaboração da ‘Positio’ do processo. Trata-se do monsenhor Melchor José Sanchez de Toca y Alameda, espanhol, mestre em Teologia Bíblica e doutor em Teologia.

Mons. Melchor José Sanchez

Segundo frei Jociel, “a ‘Positio’ é composta de uma biografia documentada, contendo os exemplos das virtudes teologais, cardeais e anexas praticadas pelo Servo de Deus, e do ‘Summarium Testium’ com os depoimentos das testemunhas, além de um ‘Summarium Documentorum’ com os documentos mais relevantes de autoria de dom Helder ou sobre ele”.

Dom Fernando não escondeu a alegria por mais um passo dado no processo que muito poderá contribuir para reconhecer dom Hélder santo da Igreja:

“Esse é nosso desejo, a declaração oficial da Igreja, pois conhecemos de perto as virtudes de dom Helder e o tomamos como modelo de santidade, na luta pela dignidade dos pobres, na vida de oração, na humildade e sabedoria”, comentou o bispo. “Agradeço ao frei Jociel por todo empenho neste trabalho tão importante e tão bonito que ele tem feito como vice-postulador da causa”.

O relator nomeado em Roma para a causa de Dom Helder foi membro do Dicastério para a Cultura e Educação. Em junho, foi nomeado pelo Papa Francisco membro do Colégio de Relatores do Dicastério das Causas dos Santos. Ele instruirá frei Jociel Gomes na elaboração da Positio, documento que, quando aprovado, passará pelas comissões vaticanas, a fim de que deem seus pareceres. “Tais pareceres sendo positivos, futuramente serão apresentados ao Papa para a declaração de dom Helder venerável”, comentou o capuchinho.

Dom Helder Câmara

Dom Helder Câmara nasceu em Fortaleza, no Ceará, em 1909. Foi arcebispo de Olinda e Recife no período de 1964 a 1985. Morreu em 27 de agosto de 1999, no Recife, aos 90 anos. Também foi secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) em duas oportunidades: ele foi o primeiro, de 14 de outubro de 1952 até 10 de julho de 1958. Na quarta assembleia ordinária da Conferência, houve a reeleição para o cargo, que ocupou até o dia 27 de outubro de 1964.

Seu processo de beatificação e canonização foi aberto em 3 de maio de 2015. Em maio de 2021, a arquidiocese de Olinda e Recife enviou 20 caixas com os escritos de dom Helder (360 livros de documentos, num total de 127 mil páginas) ao Vaticano, para serem analisados pelo Dicastério para as Causas dos Santos.

Fonte:cnbb.org.br

 

Rolar para cima
Rolar para cima