Missa marca início do Seminário Internacional de Migrações e Refúgio

 

“Não seremos cristãos se não abrirmos os braços para acolher as pessoas que precisam desse abraço, que batem à porta dos países procurando acolhida. A Cáritas não é uma atividade extracurricular é a parte essencial da identidade e coração da Igreja”. Com essas palavras, o presidente da Cáritas Internacional, cardeal Luis Antonio Tagle abriu o Seminário Internacional de Migrações e Refúgio. O cardeal  pontuou ainda qual o lugar e a missão da Cáritas na ação com pessoas que precisam deixar o país de origem.

A assistente social e coordenadora de Projetos da Cáritas Diocesana de Jundiaí, Maria Rosangela Moretti representa a Diocese de Jundiaí no encontro.

O Seminário Internacional de Migração e Refúgio que segue até amanhã dia 14 de junho, no Centro Cultural de Brasília (CCB), teve a manhã desta terça-feira marcada pela acolhida aos participantes durante celebração eucarística presidida pelo Arcebispo de Aracaju e presidente da Cáritas Brasileira, Dom João José da Costa e concelebrada pelo Arcebispo de Manila e presidente da Cáritas Internacional, Cardeal Antonio Tagle, e por padres de diversas nacionalidades presentes no evento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *