Diáconos e esposas meditam sobre ‘Acolher Maria’

O padre Milton Rogério Vicente, pároco da Catedral Nossa Senhora do Desterro de Jundiaí e chanceler diocesano conduziu o Retiro Espiritual dos Diáconos e esposas da Diocese de Jundiaí, realizado de 8 a 10 de setembro, no Centro de Convivência “Mãe do Bom Conselho”, bairro da Colônia. O título sugerido para o retiro deste ano de 2017 foi Maria, perfeita imagem da Igreja e o deserto e os exercícios espirituais todos se basearam no tema “A partir daquela hora o discípulo a acolheu no que era seu” (Jo 19,27).

“A ideia do retiro é a de assumir nosso lugar, de ministro ordenado como diácono ou padre, de pessoas que recebeu o sacramento do Matrimônio e recebe os outros sacramentos, sempre acolhendo Maria, a Mãe de Deus, naquilo que é nosso – nossas alegrias e nossas dificuldades, nossas vitórias e nos desafios que sempre surgem. Sempre acreditando em Deus, como Maria”, comentou padre Milton.

Segundo ele, a proposta a de se fazer de Nossa Senhora, com suas atitudes, com seu jeito de acolher a Palavra no coração, meditar sobre a Palavra e agir sem temor o nosso tratado de espiritualidade. “É fazer dela o nosso modo de trilhar o caminho para Jesus Cristo, para que ele brilhe também na nossa vida como brilhou na dela”, sintetizou o pregador do retiro.

Logo após a acolhida pelo presidente da Comissão Diocesana dos Diáconos (CDD), diácono Irvando Luís Ferreira Silva e sua esposa Lúcia, a assembleia recebeu o bispo diocesano dom Vicente Costa, que exortou os diáconos e esposas a participarem com fé e alegria do encontro, na presença de Maria. “Iniciar o Retiro Espiritual na data da Natividade de Maria, tendo a Mãe de Jesus como tema é muito gratificante”, disse o bispo.

Na introdução, o padre Milton fez a leitura do Evangelho da genealogia de Jesus (Mt 1,1-17). “A história da salvação é feita de muitas histórias, de um mostruário da obra de Deus, de sinais visíveis. Assim, neste retiro, trazemos também a nossa história, com muita alegria”, disse o padre.

Além das celebrações das Horas Canônicas, padre Milton presidiu a missa com Laudes na manhã do sábado, 9, e a missa de encerramento, no domingo, às 11 horas. Ainda no sábado, houve a celebração penitencial, após a qual padre Milton, padre Agnaldo Tavares Ribeiro (assessor dos diáconos e esposas), padre Leandro Megeto, padre João Estevão da Silva e padre Márcio Felipe de Souza Alves ouviram as confissões.

No sábado à noite, após a celebração das Vésperas, houve o Momento Mariano, no qual as esposas rezaram o Terço numa sala com a imagem de Nossa Senhora de Fátima, comemorando o Centenário das Aparições em Portugal, e os diáconos rezaram o Terço em outra sala, com a imagem de Nossa Senhora Aparecida, comemorando os 300 anos do Encontro da Imagem da Padroeira do Brasil. Foi um momento especial de ternura e fé, de alegria e de esperança. O 5º mistério foi rezado após o encontro dos dois grupos a caminho do anfiteatro da casa de retiros. O Momento Mariano foi encerrado com Adoração ao Santíssimo Sacramento e a bênção com o Santíssimo.

Participaram do Retiro 60 diáconos e 42 esposas. O retiro de 2018 será nos dias 21 a 23 de setembro, no mesmo local.

Colaboração: diácono Pedro Fávaro Jr.
Fotos: diácono José Carlos Pascoal 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *